bike-sharing

Bike sharing em Firenze

Há anos adotei a bicicleta como meio de transporte aqui em Firenze, que é uma cidade plana e não muito grande,  portanto em  20 cerca de minutos você consegue atravessar todo o centro histórico pedalando.  Eu já conhecia o sistema de bike sharing adotado em diversos países europeus e ficava imaginando como seria bom se a cidade também pudesse oferecer aos turistas a possibilidade de se locomover em  2 rodas, que é uma forma ecológica, agradável e econômica. E  no último verão chegou na cidade o sistema Mobike e há poucas semanas foi a vez da Gobee BiKe, mas que infelizmente acaba de anunciar a sua retirada do mercado depois de diversos atos de vandalismo. As poucas que circulam pela cidade foram doadas para a Cooperativa Ulisse.

bike-sharing

As bicicletas da Gobbe Bike são verdes e assim como as da Mobike, não possuem bagageiro, são apenas para 1 pessoa

Desde que desembarcou em Firenze a Mobike já disponibilizou mais de 3 mil bicicletas. Difícil não ver um pontinho laranja aonde quer que a gente olhe! Eu provei e gostei muito, apesar de achar a bicicleta um pouquinho pesada, isso é, exige um esforcinho maior do que outras bicicletas convencionais. A novata Gobee distribuiu 400 e a pretensão era chegar até o final do ano com um número 10 vezes maior que esse. Não pude experimentar mas quem já utilizou as 2 falou que a Gobee é mais “leve”, pois tem um marcha a mais.

Mobike

Um mapa em tempo real mostra onde encontrar a bicicleta mais próxima

Para quem não sabe em que consiste o bike sharing: é um sistema de bicicletas público, ou programa de bicicleta comunitária, que possibilita a utilização de bicicletas de forma compartilhada a um precinho bem modesto. Você pega a bicicleta emprestada em um ponto da cidade e pode deixá-la em qualquer outro local pagando   pelo tempo que a utilizar.  Esse é um sistema de mobilidade alternativa onde os usuários podem se deslocar por lazer ou trabalho.

 

bicicleta-compartilhada

A bicicleta Mobike. A empresa criou um passe ou o usuário pode optar para utilizar o serviço por 30, 90, 180 dias ou um ano, a preços bem em conta. Por 10 euros o usuário pode usar por 90 dias as bicicletas

 

E funciona de forma bem simples. Basta você baixar o aplicativo no seu celular e se registrar.  Você consegue visualizar onde poderá encontrar a bicicleta mais próxima de onde você e inclusive reserva-la por no máximo 15 minutos. Assim que encontrar a bicicleta você escaneriza com o seu telefone o código que você encontra na bicicleta e a trava se abre.  O valor para 30 minutos com a Mobike custava  €0,30 quando começaram a circularam e passou a 50 centavos em novembro, mesmo valor da tarifa da Gobee (que exigia um depósito de 15 euros no momento em que você se inscrevia no programa. O valor era restituído assim que o cliente decidia não utilizar mais o serviço). Ambas apresentam fechamento manual. Quando estacionar, basta fechar a trava na roda posterior  após o uso.

 

bike-sharing

Infelizmente a Gobee, fundada em Hong Kong por jovens franceses, retirou as bicicletas de circulação. Algumas foram doadas à Cooperativa Ulisse

Caso queira aderir à bike, tenha bastante cautela no trânsito e respeito principalmente nas zonas de tráfego limitado e áreas pedonais. E quando encerrar o passeio seja educado e não a estacione em local inadequado.

Posts que podem interessar: 

Firenze e a paixão pela bicicleta

Agriturismo, uma forma simples e autêntica de hospedagem

O conceito do slow travel 

Hospedagem em apartamento em Firenze

A rota do chocolate  em Firenze

 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Bike sharing em Firenze' have 5 comments

  1. 21 de abril de 2018 @ 18:40 Grazie a te / Explorando Firenze de forma divertida: um passeio a bordo do sidecar

    […] Bike  sharing em Firenze […]

    Reply

  2. 29 de abril de 2018 @ 10:47 Grazie a te / Vale a pena fazer um bate e volta de Firenze a Roma?

    […] Bike  sharing em Firenze […]

    Reply

  3. 29 de abril de 2018 @ 10:49 Grazie a te / Exposição de artesanato no maravilhoso Jardim Corsini

    […] Bike  sharing em Firenze […]

    Reply

  4. 29 de abril de 2018 @ 15:00 Grazie a te / Querem conhecer os principais pratos da cozinha toscana?

    […] Bike  sharing em Firenze […]

    Reply

  5. 17 de maio de 2018 @ 03:22 Grazie a te / Existe uma relação de amor entre Firenze e a bicicleta

    […] Firenze conta o serviço de bicicleta compartilha. Para saber mais a respeito, confira o post Bike sharing em Firenze.  […]

    Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.