marche-gradara

O burgo de Gradara, nas Marcas

Toda a Itália é repleta de vilarejos medievais. Gradara, que pertence à província de Pesaro e Urbino, região das Marcas, é um deles. Com cerca de 5 mil habitantes, o belo burgo guarda uma história violenta e de muitas guerras que remonta ao século 12.  Situada sobre colinas a 142 metros de altitude, foi cenário de uma das mais famosas e trágicas histórias de amor que tem como protagonistas Paolo e Francesca, que eram cunhados e amantes e que foram assassinados pelo marido dela quando a traição foi descoberta.

gradara-italia

gradara-castelo

Já estive em diversos castelos e construções fortificadas, mas a visita à  Rocca de Gradara, uma das estruturas medievais mais bem conservadas da Itália e que foi  restaurada no século 20,  torna-se muito mais instigante devido à lenda que permeia essa tragédia, que os moradores do local juram que foi real.  Verdade ou não, aqui explico pra vocês todo o romantismo, paixão e traição em que se envolveram os personagens.

gradara-marche

 

O romance entre Paolo e Francesca 

Francesca  era filha de Guido da Polenta governante de Ravena, que estava em guerra com os Malatesta, potente família de Rimini.  Em 1275 as famílias negociaram um acordo de paz e o pai da linda jovem concedeu sua mão à Giovanni Malatesta, Giangiotto, o manco,  filho mais velho de Malatesta da Verucchio, lorde de Rimini. Consciente que Francesca não concordaria em se casar com Giovanni, seu pai organizou seu casamento através de uma procuração, que foi entregue por Paolo, irmão do noivo, para confundi-la e não  se recusar a casar. Giovanni,  O marido de Francesca,  trabalhava na cidade vizinha de Pesaro e a deixava no castelo. Para distrai-la, o cunhado Paolo a entretinha com leituras e a partir daí nasceu entre eles uma paixão arrebatadora. Um dos irmãos de Paolo, Malatestino dell’Occhio,  que era chamado assim pois havia apenas um olho, descobriu o romance e contou ao irmão mais velho, que preparou uma armadilha para poder flagrar o  casal.  Em 1289 eles foram descobertos e assassinados pelo marido traído.

Um episódio  de Paolo e Francesca  foi citado por Dante Alighieri no V Canto de Inferno “O amor que amar perdoa”.

 

gradara

O Castelo malatestiano de Gradara

 

O que fazer em Gradara

Circundado por muralhas,  Gradara fica próxima ao Adriatico, a apenas 27 Km de Rimini, balneário disputado da riviera romanhola. Quando a gente começa a se aproximar do burgo, que fica no alto, já percebe a beleza de seu castelo, que é circundado por muralhas, onde podemos caminhar e admirar toda a paisagem ao redor. Recomendo o passeio (custa 2 euros). Lá do alto a vista é espetacular!

 

gradara

Situado numa colina com plantações de oliveiras e videiras, Gradara foi cenário de uma das mais famosas histórias de amor cenário de amores proibidos, traições e tragédias

gradara-paolo-francesca

Gradara é um vilarejo pitoresco e muito romântico

Depois de contornar o burgo passeando por suas muralhas, é hora de visitar a fortaleza, a  Rocca de Gradara , formada por torres angulares. A fortaleza militar foi transformada em residência para as poderosas famílias que dominavam a região, como os Malatesta, gli Sforza e della Rovere.

paolo-francesca

O quarto de Francesca

Em sua visita ao castelo você vai poder conferir a Sala de Tortura, que fica no subsolo, e todos os cômodos do castelo, com diversos salões decorados por afrescos e objetos.

castello-gradara

 

O centro historico é pequeno e dentre as igrejas da cidade estão a Chiesa de San Giovanni e a Chiesa del Santíssimo Sacramento. A rua principal que conduz os visitantes até a Rocca é repleta de lojinhas de artesanato, bares e restaurantes.

 

chiesa-gradara

Não deixem de experimentar a piadina em um dos restaurantes ou quiosques da cidade. Típica da região da Emilia Romanha, a piadina é uma espécie de  sanduíche preparado com massa leve e fina de pão caseiro,  servido com recheios que pode ser presunto, queijo ou salada.

gradara-medieval

Eventos em Gradara:

No terceiro domingo de julho acontece a manifestação Assedio al Castello (Invasão ao Castelo), de 1446, quando Francesco Sforza, com ajuda de Federico de Montefeltro tentou sem sucesso conquistar a fortaleza que foi defendida pelo senhor de Rimini Sigismondo Pandolfo Malatesta.  Essa festa é uma verdadeira viagem ao passado: figurantes em vestes  medievais, acrobatas, duelos, jogos e espetáculos de dança animam o vilarejo durante todo o final de semana.

Em dezembro acontece o Castelo di Natale, com atmosfera temática da festa religiosa de 25 de dezembro.  E em fevereiro,  Gradara d’amare. Para o Dia dos Namorados toda a fortaleza ganha luzes vermelhas para receber os apaixonados que escolhem o vilarejo para celebrar o amor.

Distâncias: 

San Leo – 58 Km

Verucchio – 43 km

Urbino – 40 Km

San Marino –  42 Km

 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'O burgo de Gradara, nas Marcas' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.