DSC_0560

Montalcino, berço do Brunello

A minha história de amor por Montalcino começou antes mesmo de tê-la visitado. Quando conheci meu marido no Brasil, há doze anos, saímos para jantar e ele fez questão de pedir um Brunello e me explicar sobre esse vinho e orgulhosamente dizer que era uma das maravilhas que a Toscana produzia. Me apaixonei por quem me introduziu ao vinho e pelo vinho!
Montalcino-brunello

Fiz estas fotos em julho e as uvas estavam pequenas. Mas as roseiras lindas e floridas

E fiquei muito curiosa para conhecer esse pedacinho de paraíso, que fica na região do Val D’orcia, onde já estive algumas vezes e hoje apresento a vocês.

Montalcino

Montalcino, o berço do Brunello

Por ser relativamente perto de Firenze (menos de duas horas de carro), a visitamos com frequência e sempre volto encantada por essa pacata cidade medieval, cheia de charme e bom astral, que fica no alto de uma colina no Val D’Orcia. É aqui, nos arredores de Montalcino, que estão os melhores vinhedos da Itália, onde é produzida a uva sangiovese grosso, dos vinhos Brunello e Rosso de Montalcino.
Montalcino

Vinhedos em pleno centro da cidade

DSC_0545

A igreja da Madonna del Soccorso

 

O fascínio da cidade, que pertence à província de Siena, não se resume à bebida de Bacco. A natureza foi muito generosa com Montalcino. A paisagem de seus arredores é constituída de vinhedos a perder de vista em meio às típicas casas toscanas. Já o centro histórico da cidade carrega traços da época do Renascimento. Quem aprecia arte deve conhecer o Museo Diocesano que abriga uma rica coleção de arte sacra.
montalcino-toscana

Sobre o vinho  Brunello

O Brunello de Montalcino é o produto tipo exportação que representa a tradição e excelência no que diz respeito a vinhos. Os primeiros experimentos com o Brunello aconteceram no final da segunda metade de 1800, com a utilização de uma variedade da uva sangiovese. Foi o primeiro vinho italiano a receber a classificação DOCG (Denominação de origem controlada e garantida).

Sua graduação alcoólica é de no mínimo 12% em volume. E sabe outra particularidade? Ele precisa passar por um período de envelhecimento de pelo menos dois anos em barris de carvalho e pelo menos quatro meses em garrafa . Só pode ser colocado no mercado para consumo a partir do dia primeiro de janeiro do ano sucessivo ao fim de 5 anos calculados considerando o ano da safra. A vinificação, conservação, envelhecimento e engarrafamento acontecem exclusivamente na zona de produção.
Sangiovese1

A uva sangiovese é cultivada em outras regiões da Itália mas é aqui na Toscana que ela ganha o estrelato. É a única uva utilizada na produção do Brunello (foto divulgação)

O Brunello combina perfeitamente com carnes vermelhas, com funghi e tartufo e é uma delícia para ser consumido com o queijo pecorino toscano, produto típico da cidade de Pienza. Inclusive falei a respeito neste post.
antipasto-toscanoDSC_0557
brunello

Você vai se deparar com uma grande quantidade de lojinhas, em sua maioria de vinhos e produtos típicos da Toscana, que inclusive oferecem degustações

A pitoresca Montalcino é pequena e em um giro a pé você poderá visitar todas as suas atrações. Até porque é proibido transitar de carro em determinados locais. Portanto, delicie-se ao desbravar suas ruazinhas estreitas. E mesmo fazendo um esforço para encarar as suas ladeiras você não vai reclamar e sentir-se privilegiado por estar em um lugar como este.
dicas-toscana

Montalcino é célebre pela produção do Brunello Di Montalcino e apesar de ser uma cidade pequena tem um pouco de tudo que a Toscana é capaz de oferecer

 

DSC_0552

A concatedral do Santíssimo Salvator, conhecido como o Duomo di Montalcino, de estilo neoclássico. Sua construção foi concluída em 1832

montalcino

Montalcino é pequena e muito fácil de ser explorada. Suas ruas são estreitas com ladeiras íngremes, cercadas pelas antigas muralhas da cidade

DSC_0639

Fortaleza de Montalcino – Visita obrigatória para quem passeia na cidade é o Castelo de Montalcino, construído em 1361. Sua estrutura é pentagonal com algumas torres. A fortaleza manteve-se intacta até os anos de 1600 e sua estrutura atual apresenta algumas restaurações. No interior do castelo existe um pátio grande onde acontecem shows e eventos culturais.  Ali funciona uma enoteca onde encontramos prestigiosas garrafas. Não deixe de  degustar uma taça acompanhada de especialidades toscanas, como queijos e presuntos.

castello-montalcino

Fortaleza de Montalcino

DSC_0573

Sua herança medieval deixou traços em seus castelos, igrejas e mosteiros

montalcino

É possível caminhar pelas muralhas da fortaleza medieval. A visita é rápida mas vale muito a pena subir para admirar o panorama lá do alto.

passeios-toscana

Quem quiser pode subir até a fortaleza para apreciar a cidade do alto. Paisagem incomparável

DSC_0610

DSC_0623

vinho-italiano

DSC_0580

casa-italia

Montalcino possui pouco mais de 5 mil habitantes e seus orgulhosos moradores a tratam e mantém de maneira impecável, com tudo em seu devido lugar. Reparem no capricho dos vasinhos de flores, uma beleza!

 

DSC_0634

Tarefa difícil essa de degustar o Brunello nos charmosos restaurantes e cafés espalhados pela cidade

DSC_0558
DSC_0578

montalcino

DSC_0646
Montalcino fica a apenas 40km de Siena e a 137km de Firenze. Apesar de existirem ônibus e muitos city-tours saindo das duas cidades, o meu conselho é alugar um carro. É bom poder girar com liberdade e ter a possibilidade de parar onde mais te interessar, pois as estradinhas são lindas e convidativas.  

vinhedo

A colheita da uva, a vindima, começa no final do verão ( em setembro) quando os grãos estão maduros. Existem muitas visitas programadas às vinícolas e eventos dedicados à enologia

Uma particularidade de Montalcino é que em frente a cada parreira você encontrará uma roseira. Isso porque antigamente os agricultores poderiam prevenir pragas nas plantações de uva, que são mais resistentes que as rosas. Dessa forma podiam adotar medidas de prevenção aos vinhedos caso percebessem pragas nas roseiras. E apesar de muitas técnicas modernas adotadas atualmente, os produtores ainda enfeitam as plantações para o deleite dos visitantes, que se encantam com suas cores na deslumbrante paisagem. E não é à toa que a rosa é a flor mais romântica que existe. Não era de amor que eu estava falando no início deste texto? 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Montalcino, berço do Brunello' have 15 comments

  1. 18 de agosto de 2014 @ 16:18 Cláudia S M Santos

    Oi Denya! Que delícia de post…matei um pouco a saudade deste maravilhoso lugar. Estive em 2011 e adorei. Minhas fotos mais bonitas daquela viagem com certeza são de Montalcino e Pienza (amo…amo…). Em maio deste ano retornei à Itália mas não passei por Montalcino, com dor no coração…até estava no roteiro mas minha mãe com idade avançada, já cansada de bater perna pediu prá diminuir o roteiro naquele dia 🙁
    Mas realmente, o vinho é bom demais, o lugar, as paisagens de enlouquecer! Adoro como vcs mostram a Toscana, o Veneto, enfim, a Itália que tanto amo (meu sonho de consumo é morar por aí, quem sabe qdo me aposentar..hehehe…bjos!

    Reply

    • 22 de agosto de 2014 @ 23:47 Denya Pandolfi

      Grazie Claudia por esta msg tāo carinhosa! Montalcino e Pienza sāo duas fofuras de cidade q nos alegram o coraçāo e fazem sorrir a alma – tb sou apaixonada!!! Sinto mt q n voltaram em maio à Montalcino, mas compreendo q é preciso respeitar as limitações das pessoas que viajam com a gente, pois no final ng nem curte o lugar direito… Mas fique triste nāo pois se depender da saudade vc em breve vai voltar para outro passeio por aqui. Estamos te esperando! Um bj bem grande e obgda por estar sempre com a gente, Denya

      Reply

  2. 19 de agosto de 2014 @ 14:10 Anônimo

    Um espetaculo

    Reply

  3. 29 de agosto de 2014 @ 23:50 Priscila

    Olá! Parabéns pelo blog!
    Estou indo para Itália dia 16/09 e gostaria de saber se as lojas e museus de Montalcino e Florença ficam abertos aos domingos. Pergunto porque estive em Maio na suíça e tudo estava fechado.
    Obrigada.

    Reply

    • 30 de agosto de 2014 @ 22:34 Denya Pandolfi

      Como vai Priscila? Obgda pela msg. Sim, os museus geralmente estão abertos aos domingos. Mas para evitar problemas sugiro que vc entre no site daqueles que mais têm interesse para se certificar e em alguns casos, reservar os ingressos (Uffizi de Firenze, por ex). Um Bj e ótimo passeio, Denya

      Reply

  4. 30 de agosto de 2014 @ 15:18 tania maria granzotto

    Oi Grazi quero visitar a Itália c meu marido em abril/2015, ainda estará frio? Nessa época já terá flores? Obrigada pelos posta, abraço

    Reply

    • 30 de agosto de 2014 @ 22:17 Denya Pandolfi

      Olá Tânia, geralmente abril é fresco pela manhã e à tardinha (digo aqui na Toscana). Acompanhe o streetstyle pra vc entender como o pessoal se veste… E sobre as flores, sim, abril é um excelente mês para encontrá-las, pois é primavera. Um Bj grande, Denya

      Reply

  5. 30 de setembro de 2014 @ 12:14 5 vinhos italianos que você tem que experimentar | Grazie a te

    […] tem uma paisagem magnífica. Já falamos sobre Montalcino aqui no blog, quem perdeu, pode conferir aqui. O Brunello é como aquele ditado que diz que “é feito vinho, quanto mais […]

    Reply

  6. 16 de setembro de 2015 @ 05:00 Grazie a te / Pienza

    […] Para ler sobre Montalcino, clique aqui. […]

    Reply

  7. 7 de março de 2016 @ 12:14 Grazie a te / Cortona, “Sob o sol da Toscana”

    […] de algumas cidades: Firenze – 115 km Arezzo – 30 km Siena- 70 km Montalcino – 65 km Pienza– 45 km Perugia- 50 km Todi– 88 km Para quem quiser ir de trem deve […]

    Reply

  8. 10 de maio de 2016 @ 16:57 Grazie a te / Onde encontrar girassóis na Toscana

    […] Pienza e Montepulciano- Na região do Val D’Orcia, ns campos que margeiam a estrada que vai de Pienza, cidade famosa pelo queijo pecorino, até Montepulciano, importante produtora de vinho, são repletos de campos de girassol, assim como os arredores de Montalcino. […]

    Reply

  9. 23 de julho de 2016 @ 02:40 Maria Glória D'Amico

    Matei as saudades, que amor, do começo ao fim.
    Em Siena, eu comprei salame trufado, que levamos para Montalcino e na degustação que fizemos, por nossa conta, provamos o Brunello com o tal salame. Para morrer…

    Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.