porque-os-italianos-nao-engordam

Por que os italianos não engordam?

Se tem uma questão que intriga muita gente é: por que os italianos não engordam apesar de todo o ritual durante as refeições – antipasto, primo piatto, secondo piatto, contorno (tudo regado a um bom vinho, claro), doce e digestivo? Quem já esteve aqui sabe bem como funciona, é a maior comilança.
pizza-italiana
Tentarei te ajudar a entender esta questão baseada na minha experiência por aqui. Este não é um post científico, é apenas um relato do que observo no meu dia-a-dia – e obviamente irei g-e-n-e-r-a-l-i-z-a-r. Não vou entrar nos particulares da genética e nem dos fatores psicológicos, e nem considerar as temporadas de viagem (que sempre colaboram a movimentar os ponteiros da balança).
Eu adoro a cozinha italiana, que é uma das mais apreciadas e ricas do mundo. Ela se destaca graças à sua genuinidade, simplicidade e frescor dos ingredientes que são utilizados no preparo dos pratos. Para os italianos é  primordial comer bem. E entenda-se por isso selecionar alimentos bem frescos, saudáveis e de qualidade. Isso faz parte da cultura deles.
porque-os-italianos-sao-magros

Para manter a forma, 2 aspectos são muito importantes: pirâmide alimentar equilibrada e atividade física. E aqui na Itália a base da pirâmide alimentar é constituida de legumes e frutas. E os óleos são pouco gordurosos

Quem mora aqui passa a compreender melhor a relação e a forma de como a alimentação está presente na vida dos italianos. Pão, pasta, pizza e uma variedade enorme dessas delícias fazem parte do cotidiano dos italianos. Mas por que os italianos não são obesos? O fator da genética ajuda, mas o estilo de vida e a relação que os italianos têm com a comida são determinantes.
Enumerei 10 tópicos que em minha opinião têm influência direta neste aspecto:
unnamed-6

O consumo de bebida alcoólica é moderado. Eles costumam tomar uma tacinha de vinho no almoço e outra no jantar. E mesmo nas festas e eventos são muito controlados

 

1– A cozinha mediterrânea é bastante difundida em toda a Itália. Ela é sinônimo de uma dieta rica de frutas, peixes, verduras, pouca carne e azeite de oliva extra-virgem
2–  A quantidade de massa que se consome em uma refeição é de cerca 80 gramas e é sempre ao dente (e evitam sempre consumi-la à noite). É  preciso ressaltar que os molhos não são cheios de manteiga, creme de leite, maionese ou catchup. Os temperos da massa são à base de verduras, legumes e ervas. O consumo de pão é grande, mas eles não comem com manteiga – consomem seco mesmo. E a lasanha não é preparada com  muito molho bechamel, ok?
unnamed

Claro que nem todo dia os italianos se entregam aos prazeres da mesa com toda a sequência de pratos. Isso é mais comum nos finais de semana ou quando saem para comer fora

3– Os italianos comem sem culpa. Não escuto as pessoas falando o tempo todo que estão de dieta. Observo que até as pessoas mais cheinhas se permitem um sorvete ou uma sobremesa sem o menor problema. Por que não saciar a vontade de vez em quando?
4– Nada de refrigerante. A bebida durante as refeições, quando não vinho, é água (nem mesmo suco). Dificilmente em um restaurante vai ver um italiano pedir uma coca-cola para acompanhar seu prato de pasta. Bebida alcoólica é consumida em quantidade mais moderada que no Brasil e a preferência é pelo vinho
5– A refeição mais abundante é o almoço. Pela manhã geralmente comem um croissant doce com um cafezinho ou cappuccino (adoram tomar o café-da-manhã no bar) e no jantar geralmente se contentam com uma sopa, salada, verduras, grelhados e queijos e presuntos
porque-os-italianos-sao-magros
6 – As pessoas andam muito à pé ou de bicicleta. Conseguir vagas para estacionar o carro é tarefa muito árdua e por isso distâncias que podem parecer longas para nos brasileiros aqui eles tiram de letra. Outro fator a ser considerado é que o tráfego de automóveis è proibido no centro histórico das cidades
 italianos
7– Os ingredientes da pizza são frescos. E não pense que por aqui existe pizza com borda de catupiry. E muito menos frango desfiado sobre a pizza. Molho de tomate e mozzarella di bufala são os ingredientes clássicos saudáveis que garantem uma saborosa pizza
8 – Nada de fast-food. Um italiano pensa duas, três, quatro vezes antes de entrar numa rede de fast-food. E no final não entra. Pra eles é quase um pecato!
 por-que-os-italianos-nao-engordam
9– Consumir fritura é muito mais raro que no Brasil. Claro que existem alimentos fritos mas são consumidos em quantidade mínima. Bacon e batata frita, muito raramente
10– Os doces contêm menos açúcar que os nossos e o chocolate que mais agrada é o amargo (e não ao leite)
vida-na-italia
É importante lembrar que os hábitos alimentares variam bastante entre as cidades e até em uma mesma região encontramos uma grande variedade de pratos. É por este motivo que existe essa grande diversidade de pratos típicos regionais.
porque-italianos-nao-engordam

Participei de um showcooking no Mama Firenze e realmente um dos pontos mais destacados é a escolha de ingredientes frescos e saudáveis. Aqui eu estava preparando o molho pesto, com manjericão e alho

 

Posts que podem interessar: 

7 rooftops de Firenze 

Street art de Clet 

Eataly

Como transportar vinhos na mala

Via de’ Neri, a rua do streetfood

Um passeio em Castellina in Chianti

Quanto se gasta por dia para visitar Firenze

 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Por que os italianos não engordam?' have 27 comments

  1. 1 de março de 2015 @ 12:14 Joelma De Riz

    Ah, meninas! Eu nunca entendia por que detestava aqueles molhos engorduradíssimos e cheios de leite, manteiga, essa papagaiada toda que fazem aqui no Brasil! Taí! Herdei isso dos meus antepassados italianos! Lindo post! Bacione e bom domingo procês!

    Reply

    • 1 de março de 2015 @ 17:47 Denya Pandolfi

      Amiga italianinha… volta pra casa, rsrs….
      Aqui a simplicidade impera. Mais qualidade e menos quantidade.
      Adoro quando vc aparece por aqui, obgda.
      Bacione!!! Denya

      Reply

  2. 1 de março de 2015 @ 16:54 Maria Glória D'Amico

    Cara Denya, adorei este seu post.
    Estou focada em uma pesquisa sobre a dieta mediterrânea. Desde que voltei da Itália, percebi que mudei totalmente a minha forma de ver o alimento, de comer, até de fazer o meu prato. E assim sem tanta intenção da minha parte, apenas foi acontecendo.
    Sim, sou neta de quatro nonni italianos, então me sinto iniciada. Mas é vero que a cozinha italiana feita na Itália e a cozinha do imigrante italiano no Brasil são completamente diferentes! De cara eu destaco que não temos a qualidade e frescor nos alimentos como eles têm por lá, ou aí onde você mora Denya.
    Por exemplo, tomate na Itália é uma religião e o ‘terroir’ é o templo. Como é o caso dos tomates de San Marzano, cultivados em solo vulcânico (rico em nutrientes) e clima um mais quente. E assim vai … até a pasta, em Gragnano é uma questão de ‘terroir’: altitude para secar a pasta, bem como a água usada na massa.
    Em todos os mercados que estive, nunca vi um legume feio ou estragado para vender e as luvas eram necessárias para escolher. O cuidado é tão grande com o alimento, que fazer a comida e comer são atitudes sacras.
    Então, o que eu quero dizer, é que mesmo sendo iniciada na cucina italiana desde a minha infância, eu percebi que nada sei.
    Faço parte de dois grupos de cucina italiana, na Itália, onde é proibido postar links ou mesmo o seu próprio blog. Tem que ser só fotos da sua própria produção, na simplicidade mesmo. Conversamos diariamente, o que me ajudou muito não só a aprender a cozinhar como se cozinha na Itália, mas também a falar e, principalmente, entender um pouco da língua italiana. Neste grupo, fazemos exposições diárias de nossos pratos e muitos apresentam vídeos. Aprendo muito! E vai até a Sicília.
    Os queijos eu considero um caso sério, pois percebo que aqui usam amido para dar consistência e a gordura é praticamente excluída, difícil comprar um gorgonzola. É triste de se pensar nos embutidos que temos aqui…
    Temos que comer comida de verdade, e é que isso que não engorda. Simples, da estação, sem conservantes, com temperos frescos.
    Pizza no Brasil … ahhh eu choro de saudades do equilíbrio entre massa, quantidade de recheio e qualidade das pizzas italianas. As pizzas brasileiras são pesadas, muito recheio, engorduradas… outra coisa que engorda: muita mistura de ingredientes. Isso péssimo é estar distante da simplicidade.
    Adorei mesmo o que escreveu. E acho que me empolguei e escrevi muito. Desculpe Denya, un bacio tesoro!

    Reply

    • 1 de março de 2015 @ 17:44 Denya Pandolfi

      Querida Maria da Gloria,
      Super obgda pelo texto, mt esclarecedor…. e cheio de sensibilidade. Fico feliz que tenhas gostado. Sintetizei o meu pensamento e repito: é simplesmente a minha impressão…
      Grazie de coração pela msg enriquecedora! Apareça mais!!!
      Beijos e bons estudos 😉
      Denya

      Reply

    • 6 de janeiro de 2018 @ 17:29 Chef Ivano Bragonzi

      Maria Gloria, não soment eo POST é bem feito mas o seu comentatio tambem conseguiu interar perfeitamente o que nos Italianos pensamos da comida e do relacionamento com ela.
      Meu nome é Ivano, sou chef de cozinha e tenho um grupo onde ensino justamente tudo isso, se quiser dar uam espionada se chama CAÇADORES DE SABORES no facebook: https://www.facebook.com/groups/cacadoresdesabores/

      Reply

  3. 1 de março de 2015 @ 18:48 Doris Dorisella

    Amei! o valentino perdeu peso e eu mantiveo meu nesses 9 meses…. vou compartilhar, muito bom esse post.
    Brava!
    bacione
    Doris

    Reply

    • 5 de março de 2015 @ 06:57 Denya Pandolfi

      Doris querida!!! Muito contente que você tenha gostado do texto. Obrigada e até breve…
      Baci baci, D

      Reply

  4. 1 de junho de 2016 @ 16:33 Grazie a te / Hábitos alimentares dos italianos

    […] Não seria exagero dizer que tudo na Itália gira em torno de comida.  E de comida boa, de qualidade. A cozinha italiana é simples e baseada em pratos preparados com produtos frescos, da estação. E é por este motivo que não encontramos os mesmos pratos o ano inteiro, a cozinha é sazonal.  E nem sempre encontramos os mesmos pratos em todas as regiões do país, pois a culinária italiana é conhecida pela sua diversidade regional. Cada território prepara seus pratos em base à matéria-prima que tem. O uso de manteiga e gorduras é bastante restrito e é grande o consumo do azeite de oliva. E este é um dos motivos que contribuem para os italianos não engordarem (leia o post aqui). […]

    Reply

  5. 3 de julho de 2016 @ 15:45 ILMA MADUREIRA

    Ótimas observancias. 😉
    Também prestei atençao nisso. A qualidade do que se como; alimentos frescos; comer devagar; etc e tal.
    Alguma coisa consegui trazer comigo e adaptar.
    Amo a culinária italiana por sua simplicidade e por ser saudável.
    Grazie.

    Reply

    • 4 de julho de 2016 @ 17:56 Denya Pandolfi

      Isso mesmo Ilma…. tudo super fresco, simples e saudável! 😉
      Beijoca e obrigada pela visita, Denya

      Reply

  6. 21 de novembro de 2016 @ 18:07 Marcela

    Adorei o post! Morei 6 meses em Bologna e reparei a mesma coisa! Os italianos não só sabem cozinhar, como também sabem comer!

    Reply

    • 21 de novembro de 2016 @ 21:56 Denya Pandolfi

      Ei Marcela,
      é um assunto levado super a sério em toda a Itália ;). Admiro muito como valorizam o comer bem (diga-se, de forma saudável). Abraço e obrigada pela visita! Denya

      Reply

  7. 18 de março de 2017 @ 21:39 Marineli Rodrigues de Paiva

    oi, Denya! vou passear na Itália em maio e estou morrendo de medo de engordar pois recentemente emagreci 7 kilos . Vou tentar comer só grelhados e peixe . Será que consigo ! grande abraço!

    Reply

    • 18 de março de 2017 @ 21:48 Denya Pandolfi

      Oi Marineli,
      Consegue sim! Algumas pessoas engordam quando chegam aqui pois ficam naquela euforia de experimentar de t-u-d-o… o que acho que pode ser válido porque em viagem a gente precisa se permitir mais e se cobrar menos. Mas considere que a gente anda bastante e que a comida é bem mais saudável que no Brasil (de forma geral). Tem muitos grelhados, peixes e verduras. Não esquente muito com isso… aproveite a viagem e depois vc volta pra dieta 😉 Denya

      Reply

  8. 6 de janeiro de 2018 @ 17:31 Chef Ivano Bragonzi

    Parabéns Denya seu POST é bem feito e adorei os comentários dos seus seguidores
    Meu nome é Ivano, sou chef de cozinha e tenho um grupo onde ensino justamente tudo isso, se quiser dar uma espionada se chama CAÇADORES DE SABORES no facebook: https://www.facebook.com/groups/cacadoresdesabores/
    Quem sabe nasce uma parceria…

    Reply

    • 7 de janeiro de 2018 @ 22:41 Denya Pandolfi

      Oi Ivano, como vai? Obrigada pela mensagem, fiquei feliz e honrada! Vou agora mesmo dar um olhada na tua página e vamos sim pensar numa parceria ;). Abraços de Firenze! Denya

      Reply

  9. 11 de junho de 2018 @ 12:13 Grazie a te / Firenze tem muito a oferecer! Confira programas insólitos e legais na cidade

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  10. 12 de junho de 2018 @ 20:04 Grazie a te / A feira de moda masculina Pitti Uomo, agita Firenze

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  11. 16 de julho de 2018 @ 18:02 Grazie a te / As opções gastronômicas do Mercado Central de Firenze

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  12. 15 de agosto de 2018 @ 20:00 Grazie a te / Dicas de restaurantes em Firenze, 7 - Grazie a te

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  13. 25 de setembro de 2018 @ 19:34 Grazie a te / Restaurantes no Oltrarno, o bairro mais cool de Firenze

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  14. 28 de setembro de 2018 @ 11:36 Grazie a te / Carro Matto, a carroça maluca, para comemorar a produção do vinho

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  15. 2 de outubro de 2018 @ 22:54 Grazie a te / O Mercado Central de Firenze, templo da gastronomia toscana

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply

  16. 7 de novembro de 2018 @ 21:34 Grazie a te / Um passeio por Borgo Ognissanti, centro histórico de Firenze

    […] Por que os italianos não engordam? […]

    Reply


Would you like reply to Marcela

Your email address will not be published.