venezia

A romântica Veneza

No Amici Miei um pouquinho sobre a viagem da Ludmila Meireles,  que visitou Roma, Firenze, Pisa, Lucca, Assis, Siena, San Giminiagno, Arezzo, Cortona, Bolonha, Veneza, Verona e Orvieto. Ela esteve na Itália há 4 anos mas guarda com carinho todos os inesquecíveis momentos que passou por aqui: “Eu me encantei por todas as cidades, exceto Bolonha. Mas Veneza… não sei o que ela tem, mas tem algo de especial, único…foi por ela que me encantei!!!”

gondola-veneza

Ludmila Meireles na espetacular Veneza!

veneza

“Posso afirmar que este país (terra dos meus tataravós) ganhou o meu “cuore”. Na volta, cheguei a chorar no avião porque não queria voltar. Acho que um pedaço do meu coração ficou por aí”

Mesmo que tenha sido uma visita rápida, Ludmila conta que adorou andar sem destino por Veneza. “Quando saí da estação de trem fiquei parada uns 10 minutos admirando, meio que de boca aberta. Andei por Veneza sem mapas e me perdi por aquelas vielas estreitas. Parava em frente a cada loja de máscaras e me arrependo até hoje por não ter comprado uma para enfeitar a parede da casa.

unnamed-3

Ludmila adorou passear sem destino explorando a cidade  Ela enumera o que é imperdível na cidade: “se perder em Veneza é o que recomendo! Ande de gôndola porque é uma experiência  única, tome um café na Piazza San Marco e deixe mais dias para Veneza, uns 3 pelo menos. Conheça Burano e Murano, saia pra jantar com o seu amor e se não tiver um amor, saia mesmo assim. Quem sabe a vida não te faz uma surpresa?!? Eu tive uma surpresa dessas! Aproveitem a cidade mais romântica da Itália!!!”

Pedi para Ludmila contar sobre esse episódio (claro que a gente fica na maior curiosidade, vero?). “Eu estava com a minha mãe almoçando num restaurante e o garçom que estava nos atendendo toda hora vinha na mesa puxar papo. Quando estava indo embora ele veio atrás de mim e me convidou para tomar um drink e que era para encontrá-lo ali às 20:00. Disse que se eu quisesse ele casava se comigo. Eu ria sem parar! Acho engraçado a forma como eles cantam as mulheres, não são vulgares, são gentis e educados e não tem medo nenhum de levar um não. Eu acabei não me encontrando com o tal rapaz, que era uma graça, como a maioria dos homens italianos, porque eu não estava hospedada em Veneza, e sim em Florença. Mas ele era um gato!”

Grazie Ludmila pelo relato e pelas fotos que enviou! Quer compartilhar a sua experiência de viagem aqui no blog? Envie um email para grazieateblog@gmail.com



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'A romântica Veneza' have 1 comment


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.