san-marino

A República de San Marino

Eu sempre tive muita curiosidade para conhecer a República de San Marino desde a época da escola.  Na minha imaginação, na terceira menor nação da Europa, que tem apenas 61 quilômetros quadrados, tudo era diferente do país que a circunda, a Itália. Ledo engano:  a sensação é de estar em território italiano, já que a língua, a moeda e os costumes são os mesmos. Devido à proximidade com a casa de campo, que fica numa cidade italiana na divisa, há muitos anos visito San Marino no período do verão europeu.

san-marino

Desde 2008 o centro histórico da cidade e o monte Titano foram reconhecidos pela Unesco como Patrimônio da Humanidade

DSC_0188

san-marino

Situada no centro-norte, entre as regiões da Emilia Romagna e Le Marche, a pequena San Marino é dividida em nove “castelli”, que para nós seriam como bairros com administrações independentes. O centro histórico, protegido pelos muros de pedra sobre o Monte Titano, é decisivamente o local mais procurado pelos turistas.

republica-san-marino

San Marino é a mais antiga república do mundo e sua fundação data do ano 301

dsc_0211

dsc_0199

Este é um dos acessos para chegar até o centro historico da cidade, que fica sobre o monte Titano e é cheio de rampas. Existem muitos estacionamentos por aqui, inclusive o mais alto é o mais cômodo ( te faz caminhar menos)

 

teleferico

Outra forma de chegar até o centro histórico é por meio do teleférico, que sai do bairro de Borgo Maggiore. Ida e volta custa 4,50 euros / adulto e crianças com menos de 1,20 m viajam grátis

centro-san-marino

 

san-marino-italia

 

Aqui vivem cerca de 30 mil habitantes, mas durante o verão é grande o fluxo de turistas, pois a conhecida cidade litorânea de Rimini é bem próxima, fica a apenas 30 minutos de carro.

san-marino

italia-san-marino

piazza-della-liberta-san-marino

Na piazza della Repubblica fica o Palazzo del Governo, sede administrativa da república. O predio foi inaugurado em 1894

DSC_0237

guardia-san-marino

A Guardia di Rocca de San Marino

Na rua principal do centro histórico ficam várias lojinhas de souvenirs e restaurantes, além de museus, como o de cera e das curiosidades. O museu de armas antigas fica próximo à Segunda Torre. Dentre os monumentos que você vai encontrar em seu passeio pela cidade e que valem uma visita estão a Basílica de San Marino, o Palazzo Pubblico e as igrejas de São Francisco e São Quirico, além das três torres que são avistáveis de quase todos os pontos da cidade.

basilica-del-santo

A Basílica del Santo, reconstruída pelo arquiteto Antonio Serra, foi aberta ao público no ano de 1838

Para quem é “shopping addicted”, San Marino é um paraíso: tem dois grandes outlets, o San Marino Factory Outlet di Rovereta e o Queen Outlet di Dogana, vários centros comerciais e uma infinidade de lojas com os mais variados produtos, geralmente a preços mais acessíveis que na Itália, graças às taxas um pouco mais baixas. Eletrônicos, roupas, sapatos, acessórios, cosméticos, perfumes e instrumentos musicais encabeçam a lista os produtos mais procurados.

dsc_0227

DSC_0208

Bizzarrices, como o Museu da Curiosidade

dsc_0212

A crise global provocou uma significativa queda no turismo e os comerciantes reclamam do fraco movimento, além de um escândalo bancário que abalou o clima de confiança no pequeno paraíso fiscal, que sempre foi considerado um local seguro para investimento

armas

Objetos que despertam a curiosidade de crianças e adolescentes: reproduções de espadas medievais e armas japonesas

 

artista

vista-san-marino

E na subida para chegar até às torres mais altas vale um stop em dos bares e restaurantes que proporcionam este visual

 

republica-san-marino

litoral-san-marino

E ao fundo, o litoral adriatico romagnolo com as cidades de Ravenna, Rimini e Riccione. Neste terraço a céu aberto existem muitos telescópios disponíveis para os turistas

san-marino

Ali acima fica o “Passo delle Streghe”, que nos leva às torres

san-marino

Guaita

Este castelo é a primeira torre, conhecida como La Rocca ou Guaita. É considera da uma das mais antigas torres da Itália (século 11)

As 3 torres  são os símbolos da cidade. A primeira é a La Rocca ou Guaita, a segunda  La Cesta ou Fratta e a terceira Il Montale.

 

san-marino

O ingresso para visitar cada um dos 3 castelos é de 4,50 euros

O Caminho das Bruxas, que leva à Segunda Torre, é o percurso mais prazeroso: em meio ao verde, com o chão de pedras e as imponentes torres que surgem em meio à natureza. E durante a caminhada você encontra com artistas que se empenham em criar as suas obras ali mesmo.  A vista la do alto é de uma beleza ímpar!

san-marino

san-marino

San Marino

Borgo Maggiore é um dos 9 “castelli” da Republica de San Marino. É daqui que parte o teleferico… vale a pena dar uma voltinha por entre suas ruelas e explorar o burgo medieval

Fotos: Denya Pandolfi/ Grazie a te blog



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.