terremoto

As cidades italianas atingidas pelos terremotos

Os 2 fortes terremotos que abalaram a região central da Itália este ano causaram muitas mortes e destruição. O primeiro foi no dia 24 de agosto, com epicentro em Amatrice, no Lazio, com 299 mortes confirmados pela Defesa Civil.  O segundo foi no dia 30 de outubro e atingiu principalmente a cidade de Norcia, na Umbria, sem vitimas fatais, pois a população já havia deixado a cidade depois dos tremores de agosto. Essas tragédias fizeram desaparecer algumas cidades causando danos incalculáveis ao patrimonio artístico e deixado muitas famílias desabrigadas e que encontram-se alojadas em acampamentos improvisados. Depois das tragédias, uma grande onda de solidariedade.  Não apenas a Itália está se mobilizando para oferecer apoio e garantir o mínimo e indispensável à essas famílias que estão desabrigadas, mas a ajuda tem vindo de todo o mundo.  Além da Cruz Vermelha, muitos grupos de voluntários estão contribuindo.

terremoto

Solidariedade

A minha amiga Benedetta Mazzocchi, mãe de um colega de escola do meu filho mais velho, é voluntária e esteve no colégio esses dias solicitando ajuda também das crianças, que levaram alimentos para serem entregues aos desabrigados. Junto à uma equipe de voluntários do Ragazzi del 50/A, de Spoleto, Benedetta visitou algumas cidades que foram atingidas para levar as doações recolhidas aqui em Firenze. Ela contou para os pais dos estudantes que fizeram doações sobre a situação que encontrou nas 3 cidades onde esteve: Spoleto, Cascia e Norcia. O relato, feito através do grupo de WhatsApp da escola,  é comovente. Resolvi  traduzi-lo para publicar aqui no blog, junto com as fotos feitas por Benedetta:

terremoto

Benedetta, de blusa preta, com os voluntários do Ragazzi del 50/A, um grupo de amigos que desde agosto está ajudando a população da região atingida pelos terremotos

terremoto-italia

As doações da escola aqui de Firenze

Oi pessoal, acabo de chegar de Spoleto e Norcia. Foi  uma viagem muito intensa.  Vimos situações  bastante  diferentes. Em Spoleto existe essa associação de rapazes chamada Ragazzi del 50/A que não mede esforços para estocar em uma grande garagem tudo o que chega. Eles estão dando prioridade para as pessoas com maior dificuldade de acesso, como casas isoladas e  e lugares de montanha. Peguei o contato deles para buscarmos intercâmbio com as escolas e informações seguras sobre onde adquirir com segurança os produtos típicos locais.

solidariedade

italia-terremoto

Depois nos mandaram à Cascia porque haviam o contato de famílias com crianças celíacas. O mais tocante é que tem uma criança deficiente e celíaca  que não estava recebendo alimentos apropriados porque a estrada è de difícil acesso e a farmácia deles è esta:

terremoto-italia

Cascia me impressionou bastante. As casas da cidade estão totalmente destruídas e ali tem um cordão de isolamento em volta onde no centro existe uma quadro tipo de refugiados e onde as pessoas comem, tomam banho e dormem. 

terremoto-2016-italia

terermoto-italia-2016

Estes são os banheiros:

terremoto

E esta foi a coisa mais bonita que eu vi: a igreja deles.  Naquele momento estava acontecendo a missa e dentro tinham pessoas que cantavam. Aquilo me emocionou demais, fiquei arrepiada em presenciar aquela cena.

15095432_10153961230431434_5071586701719679352_n

Chegou um caminhão cheio de sapatos doados das lojas e muitos mulheres saíram de onde estavam para prová-los.

terremoto-norcia

Depois fomos pra Norcia e ali a situação é realmente dramática! Não se pode entrar na cidade, que é toda zona nossa (área vermelha). Os desmoronamentos são frequentes. As pessoas precisaram deixar suas casas no dia do terremoto e não puderam voltar para pegar nada. Existem listas de espera longuíssimas para poder voltar em casa para pegar apenas documentos, pois as pessoas podem entrar somente acompanhadas do Corpo de Bombeiros.  

terremoto-norcia

Ali ninguém esta à toa, todos ajudam, de crianças a idosos. Cada um tem uma função e dá uma mão.  Ali terminamos de descarregar os caminhões e a comida especial para celíacos  e para animais acabou na hora, muita gente apareceu para pegar. Assim como a água,  que não é suficiente.

norcia

Uma coisa é clara: essas pessoas estão bem longe de uma solução e existe um risco de serem esquecidas.

norcia-terremoto

"terremoto"

Toda ajuda é muito bem-vinda. Resolvi através do blog divulgar a situação e solicitar qualquer contribuição para os desabrigados. E agora que o inverno se aproxima,  entristeço só de imaginar famílias inteiras com crianças nas quadras improvisadas. Seguem os dados bancários da associação de voluntários, caso possam colaborar com qualquer quantia. Muito obrigada!

Intestatario del conto: Associazione “I Ragazzi del 50/A”
IBAN: IT55S0570421801000000166100
Banca Popolare di Spoleto SpA – Filiale di SPORT. SPOLETO VIA NURSINA

 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'As cidades italianas atingidas pelos terremotos' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.