Treviso

O que ver em Treviso

Além de bonita, a cidade de Treviso é elegante, tranquila e muito romântica! A perceptível harmonia entre arte e natureza  colaboram para aumentar ainda mais o charme e o encanto da cidade, que tem cerca de 83 mil habitantes. Não tenho dúvidas que você vai cair de amores por essa pequena joia, protegida por muralhas históricas que circundam as ruas do centro da cidade, suas belas praças e canais.  Treviso  é meta ideal para quem quiser aproveitar um lugar mais tranquilo, que não sofre grande assédio de turistas. Considere inclusive  usar a cidade como base para explorar o Vêneto, pois Treviso fica a poucos quilômetros de Pádua, Veneza e das colinas do Prosecco. Treviso é terra natal de parte da família de minha mãe, então imaginem a minha emoção em passear por essa gracinha de cidade!
Treviso-pescheria

A história de Treviso está fortemente ligada às suas hidrovias que circundam as paredes e podem ser admiradas a pé ou de bicicleta. Seus canais são um elemento fundamental e extremamente característicos na cidade

O centro histórico murado de Treviso é surpreendentemente lindo, por onde passam vários canais. A cidade é cortada pelos rios Sile e Botteniga, conhecido como Cagnan. Il Botteniga se subdivide em 3 grandes “Cagnani”, sendo os principais: del Siletto, dei Buranelli e della Pescheria. Bistrôs bacaninhas,  bom comércio, bodegas históricas e boutiques compõem um cenário super charmoso que logo de cara grada! Voltei recentemente à Treviso e mostro pra vocês os passeios que fiz em um dia na cidade. E o legal é que você pode circular tranquilamente a pé, pois as principais atrações são bem próximas umas das outras. Vale lembrar que a marca Benetton nasceu em Treviso em 1960.
Treviso

Piazza San Vito com diversos estilos diferentes de construções

  

treviso

Treviso

 

Treviso

Treviso

Treviso

arquitetura-treviso

Treviso

 Principais atrações de Treviso:

Piazza dei Signori –  coração da cidade e ponto de encontro dos trevisanos, é dominada por 3 dos mais importantes edifícios da cidade: o famoso Palazzo Dei Trecento, construído em 1210,  local das assembléias municipais. Com arcos de tijolos vermelhos e é um dos exemplos mais importantes de arquitetura românica da cidade. Sua estrutura atual é resultado de reestruturações depois dos bombardeios que sofreu em 1944, durante a Segunda Guerra.  O Palazzo Del Podesta (ou Palazzo della Signoria), conhecido como o palácio da prefeitura, construído no século 13, mas passou por várias modificações.  Era a sede da senhoria de Treviso (podestà), que por lei não podia ser da cidade e nem de locais vizinhos. Abriga a Torre Civica do município. A torre, com 48 metros de altura, foi construída em 1218, e é  um dos marcos da cidade. Todos os dias em 7 de abril, o badalar do sino da torre lembra o bombardeio que destruiu a cidade em 1944. O Palazzo Pretorio, com fachada do século 17, foi a primeira sede da Biblioteca e da Pinacoteca Comunale.
piazza-dei-signori

Símbolo da cidade – História, cultura e vida social que rendem a Piazza dei Signori um dos locais prediletos dos trevisanos

 

PIAZZA-DEI-SIGNORI

A Piazza dei Signori abriga diversas cafeterias

 

Treviso

Perto da Piazza dei Signori está a Igreja de San Leonardo, na praça homônima, do século 17

 

Calmaggiore–  Da Piazza dei Signori parte Calmaggiore, a rua principal da cidade, que leva ao Duomo, com lojas, boutiques e casas históricas sob os pórticos.  Adoro cidades com pórticos, pois protegem do calor no verão e da chuva e neve na temporada de frio.
Fontana delle Tette – Perto da galeria de lojas, no pátio do Palazzo Zignoli, está  a Fontana delle Tette, assim chamada pois jorrava vinho tinto de um lado e vinho branco de outro durante as festividades. Esta na verdade é uma reconstrução da famosa Fonte dos Peitos. A original é de 1559 , mantida em  relicário no Palazzo dei Trecento.
 fontana-delle-tette
Pescheria – Ali nas proximidades fica a característica Pescheria, uma pequena ilha onde ocorre o tradicional mercado de peixe todas as manhãs. A ilhota está ligada ao centro por 2 pontes que passam sobre o Cagnan Grando.
Treviso

Desde 1856 o mercado de peixe de Treviso acontece na Isola della Pescheria, um dos símbolos da cidade

Duomo –  A Catedral de San Pietro Apostolo  é o Duomo da cidade. Seu edifício atual, em estilo neoclássico, é caracterizado por um fachada que lembra os templos clássicos. As primeiras referências à sua construção remontam ao século 12, passando por uma restauração entre 1400 e 1500. A catedral foi demolida e depois reconstruída em estilo neoclássico, entre 1760 e 1782. Conserva em interior obras de artistas como Tiziano, Girolamo, Bordone e Amalteo. Ao lado da catedral fica o batistério românico do século 12.
duomo-Treviso

Com 6 colunas jônicas, a atual fachada da igreja foi restabelecida em 1836, por Francesco Bomben

 

duomo-treviso

A igreja está divida em 3 naves: na parte central, o Altar Maggiore, no corredor esquerdo a Capela do Santissimo Sacramento e no direito a Capela Dell’Annunziata ou Malchiostro

Chiesa di San Niccolò- esta é a maior da cidade, construída no século 12 pelos frades dominicanos e consagrada em 1282. É um dos maiores exemplos estilo gótico, simples mas austera, projetada para o alto, característica inconfundível da arquitetura gótica.  Fica na Piazzetta Benedetto XI, 2
Canale dei Buranelli –   Para quem quiser apreciar de cantinhos especiais perto do Botteniga, o principal rio de Treviso. O canal recebeu este nome devido à família de comerciantes proveniente de Burano, que se estarreceu em Treviso nos anos 1500.
Treviso

Vicolo Rinaldi, pertinho do Canale dei Buranelli

Piazza San Vito –  você pode fazer uma pausa para um saboroso café ou snack na Praaça San Vito, que é pequena mas muito graciosa.

Treviso

Igreja de San Francesco –  Em 1216, São Francisco enviou à Treviso um grupo de frades franciscanos e quando a comunidade tornou-se mais numerosa decidiram construir a igreja e o convento. Em estilo românico-gotico,  a igreja foi realizada entre 1231 e 1270 e custodia  as tombas de algumas célebres personalidades, como Pietro Alighieri, que morreu em Treviso em 1364,  filho de Dante e Francesca Petrarca,  que morreu no parto em 1384, filha do escritor, poeta e filósofo Francesco Petrarca.

igreja-san-francisco-Treviso

 

Porta San Tommaso –   Deixamos nosso carro perto da Porta San Tommaso, que éum edifício veneziano-lombardo com rica fachada decorada com troféus, armas e brasões. Da porta de San Tommaso é possível admirar as belas muralhas que circulam o centro histórico de Treviso.

porta-san-tommaso

A Porta San Tommaso, a mais elaborada das portas venezianas que existem na cidade.

As muralhas – Treviso era cercada por muros já na época de sua fundação. Alguns pontos das muralhas podem ser visitados e até pouco tempo o acesso à cidade dava-se através de seus 3 portões:  Porta San Tommaso, Porta Santi Quaranta e Porta Altinia. As primeiras muralhas de Treviso foram eretas em época romana para defender a cidade de invasões.
Treviso
 Gastronomia –  A tradição  culinária de Treviso está entre as melhores do Veneto, com simplicidade de receitas e riqueza de sabores.  Treviso  é a terra do radicchio vermelho  (da família das chicórias), uma ,  do prosecco e do tiramisù.  O arroz é um dos produtos mais importantes e base para muitos pratos, como risotto, que pode ser acompanhado de carne ou peixe, verduras ou ervas.  E quanto às massas, ss mais conhecidas estão  bigoli, gnocchi e tagliatelle.
spritz-Treviso

Spritz é a bebida vêneta por excelência!!! Em todos os locais de Treviso vemos a bebida, que é preparada com prosecco, Aperol, água tônica e uma rodela de laranja

 

tiramisu

O tiramisù surgiu em Treviso no final dos anos 60. Você o encontra em todos os locais, até mesmo nas sorveterias, como estes da foto

Dica para quem estiver de carro – tem  estacionamento grátis no ex-pattinodromo, perto da Porta San Tommaso. É um excelente ponto de onde começar a explorar a cidade.
Este não é o primeiro post sobre Treviso. A minha amiga Carina Costta  participou do Amici Miei e compartilhou com os leitores do Grazie a te a sua experiência na cidade: O que fazer 1 dia em Treviso.

Posts que podem interessar:

Casamento na Itália

Enoturismo, para os apreciadores de vinho

A Síndrome de Stendhal

Portas italianas

7 rooftops de Firenze

Agroturismo, uma forma simples e autêntica de hospedagem 

A estação de trem de Florença



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'O que ver em Treviso' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.