Urbino vista

Urbino, joia do Renascimento

Assim como a maioria das cidades universitárias, Urbino, na região das Marcas,  tem uma atmosfera descontraída e um ritmo envolvente. A cidade é bem pequena e tranquila, tem pouco mais de 15 mil habitantes. Cheia de ladeiras, com lojinhas de artesanato, barzinhos e restaurantes bacaninhas, seu fascínio está, principalmente, em seu cenário renascentista preservado por séculos. Urbino é um dos centros artísticos e turísticos mais importantes da Itália e foi construída para ser a cidade ideal do Renascimento.

Urbino

Ainda nos dias de hoje Urbino conserva intacto grande parte de seu patrimônio arquitetônico da época do Renascimento

Urbino fica na região de Montefeltro, província de Pesaro-Urbino. O pequeno burgo foi uma das mais importantes cidades italianas do Renascimento. Foi ali que nasceu o artista Raffaello Sanzio, um dos mais célebres pintores e arquitetos do Renascimento.

Urbino Gat

Urbino ainda conserva as muralhas que defenderam a cidade de invasores durante séculos. Urbino foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1998

A natureza que a circunda faz contraste com suas construções seculares em pedra.  A cidade é bem organizada, sossegada e os moradores são simpáticos e gentis. E mais uma forte razão para você visitá-la: não faz parte das principais rotas turísticas italianas.

urbino-marche

A cidade é repleta de palácios e obras medievais. Fiz esta foto da Fortaleza Albornoz, conhecida como La Fortezza, que foi construída no século 14. Este é o ponto mais alto de Urbino de onde é possível admirar toda a cidade

História – A cidade deve muito do que é a Federico di Montefeltro. Ele assumiu o governo de Urbino com apenas 22 anos e durante o seu reinado, de 1444 a 1482,  fez com que a sua cidade se tornasse um importante centro econômico e cultural do Renascimento. Nobre culto e de bom gosto, o duque queria que a sua cidade superasse em beleza tantas outras residências senhoris da época e  queria transformá-la na cidade ideal do Renascimento.  Ele incentivou muitos artistas plásticos e patrocinou a formação do pintor Raffaelo Sânzio.

Urbino Piazza

Tudo em torno ao Palácio Ducale, a maior atração da cidade. Na foto maior parte da igreja, depois a praça Duca Federico que possui em seu redor alguns bares e restaurantes e Oratório Di San Giovanni visto da janela do Palazzo Ducale

Palazzo-Ducale

O Pátio do Palácio Ducale, que é um dos mais interessantes exemplos arquitetônicos e artísticos do Renascimento. O duque Federico di Montefeltro era amante das artes e da literatura e investiu no mecenato cultural hospedando aqui no palácio os artistas e dando-lhes possibilidade para trabalhar.

Por sua exigência foi construído o monumental Palazzo Ducale, que é na verdade uma pequena cidade fortificada. Foram mais de 30 anos de construção, que começou em 1444, e por onde passaram diversos arquitetos. A obra é a expressão máxima da sua vontade de transformar Urbino na cidade ideal do Renascimento.
arte-Urbino

Acima, a notável obra a Cidade Ideal, depois A Flagelação de Piero della Francesco e por ultimo a obra Santa Caterina, de Raffaello Sanzio

O Palazzo Ducale abriga a Galleria Nazionale delle Marche, com cerca de 80 salas, onde podemos admirar obras de Raffaello, Tiziano e Piero della Francesca. São afrescos,  esculturas, pinturas, medalhas e desenhos. Para os amantes de obras de arte renascentistas um verdadeiro deleite! O ingresso custa 5 euros.
Urbino centro historico

Como Urbino é cidade universitária os jovens estudantes estão por todos os lados

catedral-urbino

Perto do Palazzo Ducale fica a imponente Catedral de Urbino

Casa de Raffaello – na foto abaixo está a casa onde nasceu o pintor, em 1483. Fica no centro numa rua que concentra muitos artesãos. Raffaello (1483 – 1520) passou sua infância nessas redondezas e formou-se na bodega de seu pai, artista que trabalhava para Federico di Montefeltro.

urbino

Uma das atrações da cidade é visitar a casa de Raffaello, que fica na via Raffaello, 57. O ingresso custa 3 euros

urbino-Renascimento

Registro em família do nosso passeio pelas ruelas do centro histórico, que é um charme!

Crescia Urbino

Dentre os produtos típicos locais estão o funghi, tartufo, passatelli. Eu experimentei a crescia, que parece um panino e você pode escolher o recheio. A minha era com salsicha e espinafre. E um copinho de vinho tinto para acompanhar. Auguri!!!!

 

mappa

Distâncias:

Firenze – 185 Km
Arezzo– 106 Km 
Riccione – 55 Km
San Marino – 47 Km 
San Leo –  55 Km
Pennabilli – 56 Km

Posts que podem interessar:

Turistas pagam mais caro para consumir

Pratos típicos da Toscana

Agroturismo, uma forma simples e autêntica de hospedagem 

Cappella Brancacci e as obras de Masaccio

Vinci, a cidade do gênio Leonardo

Refeições ao ar livre em Firenze

Mercado Central de Firenze

O conceito do slow travel 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Urbino, joia do Renascimento' have 3 comments

  1. 1 de novembro de 2015 @ 23:23 chica

    Que linda cidadezinha.Não conheci! E nada melhor do que lugares que não estão na rota turística.São tranquilos ainda! bjs, chica

    Reply

    • 2 de novembro de 2015 @ 22:40 Denya Pandolfi

      Oi Chica, além de linda e agradável, Urbino é cheia de riquezas históricas e culturais. Recomendo! Obgda pela msg. Un bacio , Denya

      Reply

  2. 16 de maio de 2018 @ 03:32 Grazie a te / O conceito do slow travel, um modo tranquilo e relax de viajar

    […] Urbino, joia do Renascimento […]

    Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.