Viajando sozinha

Viajar sozinha

Você já deixou de viajar por falta de companhia? Muita gente acaba abrindo mão de passear porque não gosta de viajar sozinho, prática não muito comum entre os brasileiros (e mais incomum ainda entre as mulheres) mas que devagar vai ganhando mais adeptos.  Eu conversei com 3 amigas que compartilham aqui no blog as suas experiências aqui na Itália. Todas adoraram a aventura!!! Elas contam pra gente as principais vantagens e as dificuldades que tiveram. E claro, encorajam as que ainda não se convenceram.

viajar-sozinha

Aceitar sair da zona de conforto e enfrentar o desconhecido “sozinha” não é pra todo mundo. Mas garanto que é muito gratificante! Além da sensação de liberdade e de independência, passar uns dias a sós com você mesmo é uma util, saudável e prazerosa atividade. É um importante momento de introspecção. Obviamente é preciso ter muita atenção, conhecimento da língua e também  planejamento. Tenho certeza que depois de ler os relatos abaixo você vai se encher de coragem:

Viajar sozinha

Bruna no Piazzale Michelangelo com a bela vista de Firenze ao fundo (foto divulgação)

A capixaba Bruna Benevides mora em Brasilia e trabalha na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Apaixonada por viagens, não se intimidou com a dificuldade em conseguir companhia e realizou seu sonho de conhecer a Itália.

1- Por que optou em viajar sozinha?

Já tinha desistido dessa viagem ano passado por falta de companhia. Daí, em 2013, decidi que iria de qualquer jeito, mesmo sozinha. Na época meu namorado tinha uma viagem de surf para a Indonesia (também não tinha como perder essa oportunidade) e as amigas ou não tinham férias ou não tinham dinheiro. Então, tomei coragem e fui só. Melhor coisa que fiz por mim mesma!!

2 – Quais as vantagens em viajar sozinha?

É muito bom viajar sozinha. Os preparativos ficam todos por sua conta e você pode organizar tudo do seu jeito. Você tem a liberdade de ir onde quiser, a hora que quiser, de desistir daquele passeio programado e fazer outro de ultima hora sem ter que deliberar com ninguém e nem ter que abrir mão de um lugar dos sonhos porque a maioria assim decidiu. Liberdade total!!  E o maior problema??? Ah, era o momento das fotos pois não me rendi ao pau de selfie, rsrs…

3- E os italianos, te deram muita cantada? Em algum momento teve medo?

Não recebi cantada de ninguém, acho que não agredei os italianos, rs. Achei o povo da Itália muito educado e gentil. Antes de ir ouvia de todo mundo que receberia muita cantada e que era para tomar cuidado. Não tive medo de nada. Me senti super bem. Na Europa as pessoas costumam viajar sozinhas e isso te deixa mais à vontade. Para falar a verdade, só me senti mal em estar sozinha no dia que fiz um passeio pela região da Toscana e só tinha casal brasileiro no grupo . Eles me olhavam com cara de coitadinha…  Coisas de brasileiro, que no geral, não tem costume de sair sozinho, imagina de viajar só para outro país…

4- O que considera diferente de viajar sozinha pela Italia em relação a um passeio em outro país?

Eu já tinha viajado sozinha para Londres, mas naquela ocasião, apesar de fazer os passeios só, fiquei hospedada na casa de um grande amigo brasileiro que mora lá. No geral, não tive problemas em viajar sozinha para nenhum dos dois lugares. Agora, confesso que meu sonho era rodar pela Toscana de carro, mas sozinha eu não tive coragem… Achei romântico demais..

Firenze blog

Eu e Isa fomos almoçar e curtir um pouco a bela Firenze. Esta foto foi tirada por uma turista bem gentil mas fizemos outras também com o pau de selfie. Isa adorou poder registrar tudo o que queria sem depender de ninguém

Formada em Jornalismo, Isabella Franco Castro aproveitou parte da viagem com as amigas que estiveram em Veneza para a Bienal e curtiu uns dias sozinha em Firenze. Driblou a saudade da filhota, de 3 anos, com a ajuda do Facetime.

1- O que achou mais difícil?

Na verdade nao encontrei nenhuma dificuldade. Escolhi uma cidade pequena, que é Firenze,  onde é fácil andar e onde não iria precisar de carro. Foi muito tranquilo.

2- O que você aprendeu com esta viagem?

Que sou uma ótima companhia pra viagens – kkkkk – e que a gente pode ser muito feliz viajando sozinha, rs. No aeroporto, antes de embarcar, , quando eu disse à  uma vendedora do Duty Free que iria sozinha a Firenze ela disse: mas que solitário!Vai viajar sozinha?! E eu fiquei pensando que muita gente pensa assim. E como era a minha primeira viagem sozinha, fiquei intrigada: será que eu vou me sentir assim? E rola aquela ansiedade… Mas isso passa quando você começa a desfrutar dos prazeres de estar sozinha.

3- O que você pôde fazer estando sozinha que não teria feito caso estivesse viajando com outras pessoas?

Viajando sozinha você é a dona do seu roteiro, tem liberdade pra decidir o que vai fazer e a hora que vai fazer. Tem autonomia mas ao mesmo tempo tem que se organizar pra fazer tudo que quer. Você decide cada minuto da sua viagem. Pode dormir até tarde quando estiver cansada demais sem ter ninguém pra dizer que eu tinha que pular de cama cedo ou então acordar super cedo no dia que quer visitar um museu imperdível. Me perdi e me encontrei sem ajuda de ninguém. Isso dá uma sensação de que a gente é capaz, de que pode fazer as coisas sem precisar do outro.

4- Qual conselho você daria para quem tem medo de fazer uma viagem sozinha?

De escolher um destino fácil de se locomover. Escolha um hotel bem localizado perto de algum lugar movimentado da cidade que tenha bares e restaurantes, para que você possa ir andando pro seu hotel depois de jantar, por exemplo. Quem vai viajar pela primeira vez sozinha melhor optar por uma cidade pequena. Mas vale muito a pena fazer isso pelo menos uma vez na vida! A gente fica mais aberto pra conhecer outras pessoas e feliz por poder ir e vir de onde quiser e a hora que quiser.

DSC_0765

Fiz este click da Carina perto do restaurante onde almoçamos, no centro histórico de Firenze. Bom papo, momentos agradáveis e um tour fotográfico pela cidade… adoro receber os amigos!

A blogger e produtora de TV Carina Costa há anos viaja sozinha. A conheci em Firenze, cidade que ela adora, através de uma amiga em comum.

1- Por que escolheu viajar sozinha?

Eu não tenho problema em viajar sozinha, porque desde que eu fiz meu primeiro intercâmbio para Londres, quando eu tinha 17 anos, eu acostumei a viajar só. E atualmente é difícil conciliar minha agenda com o restante da família e de amigos, por isso, melhor viajar sozinha do que não tirar férias, né?!

2 – Quais as vantagens em viajar sozinha?

Nossa… eu vejo várias, mas a principal delas é montar e alterar o seu roteiro de viagem sem ter que desagradar alguém! Por exemplo, em um dia que você se programou para visitar um museu com uma exposição incrível, a sua amiga acompanhante não está no mesmo pique e prefere passar o dia fazendo compras com uma lista enorme de presentes pra levar, aí não tem jeito, você tem que ceder! Mas viajando só dá para cumprir aquela listinha de coisas pra fazer na hora que você quiser. Outra vantagem é a de fazer novos amigos nativos; é uma oportunidade de conhecer a rotina da cidade com outros olhos, entender a cultura local e praticar um novo idioma. Hoje em dia com tantos blogs e redes sociais, só fica sem fazer amigo quem quer! Ah, a hospedagem também é um bom jeito de conhecer novos amigos. O site Airbnb tem ótimas opções de locação de casa e apê compartilhado ou não.

3- Agora conta como os homens se comportaram. Você recebeu muita cantada?

Muita! Até de carabinieri!! É impressionante a abordagem dos homens italianos. É descarada e chega a ser engraçada, porque eles são rápidos, diretos, simpáticos e enchem você de elogios sem te conhecer direito. Mas se o cara for desagradável eu caio fora rápido.

4-  Viajar sozinha pela Italia è diferente de viajar sozinha para outro país?

Sim, é diferente. Porque no Brasil e até em países como os EUA e Inglaterra, é normal você fazer programinhas mais independentes, como fazer uma refeição sozinha. Na Itália, o país que se come melhor no mundo, o momento da refeição é extremamente importante e os italianos dão muito valor em se reunir na mesa com a família e os amigos. Então, se você chega num restaurante sem companhia é capaz do garçom parar tudo pra te fazer companhia!! Parece mentira, mas no ano passado em Milão fui almoçar sozinha em uma boa trattoria e o garçom que me atendeu ficou bem curioso e achou estranho eu vir do Brasil sem companhia. Ele me servia e parava toda hora para papear comigo, fora que espalhou para o restaurante todo que eu estava só e merecia mais atenção! Quando eu percebi, o cozinheiro, os garçons, o host e até o dono do restaurante estavam conversando comigo e elogiando o fato de eu me comunicar bem em italiano!! É claro que boa parte deles foram simpáticos pelo fato de eu ser mulher, né?! Mas enfim, esse é um fato a se pensar se você tem problema em comer só. Eu não tenho, pois em São Paulo é muito comum cada um fazer o seu horário e as pessoas são bem mais independentes, assim como em NY e Londres.

viajar sozinha

Talvez o momento das refeições seja o momento mais difícil quando fazemos uma viagem sozinha. Para quem busca conhecer outras pessoas, talvez esta seja uma oportunidade bacana para bater um papo com quem está por perto

Recomendações: bastante cuidado com objetos e pertences no hotel.  Nos restaurantes preste atenção aos seus pertences. Não se distraia durante os passeios e fique sempre de olho na sua bolsa pois está tendo muito furto de bolsas e carteiras aqui na Itália. E tem também outra categoria de assaltante: os que utilizam a moto. O motorista da vespa leva seu cúmplice na garupa, passam perto dos pedestres nas calçadas,  puxam a bolsa e aceleram. E outra, meninas: nem todo mundo que fala italiano é realmente italiano. Hai capito? 😉

Viajar sozinha

E então,  deu aquela vontade de sair por aí explorando o mundo??? Estou curiosa para saber… registre aqui. E buon viaggio!

 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Viajar sozinha' have 35 comments

  1. 31 de agosto de 2015 @ 22:29 Carina Costa

    Querida amiga,

    Amei participar desse post! Muito válido para quem pretende fazer uma viagem só. Não vejo a hora de voltar a Itália novamente.

    Bacione!!

    Reply

    • 1 de setembro de 2015 @ 19:29 Denya Pandolfi

      Oi Cá, foi tão bom nosso encontro aqui em Firenze… excelentes recordações que guardo com mt carinho!
      Estamos aqui de braços abertos te esperando novamente. Bj e obgada por participar! Denya

      Reply

  2. 2 de setembro de 2015 @ 12:06 Cristina Souza da Rosa

    Encarei a Itália sozinha quando morei em Roma em 2006. Foi ótimo! Pegava o trem e me mandava. Eu mesma decidia para onde ir, dormia em hostal e visitava tudo no meu ritmo. O único inconveniente eram o momento de fazer fotos de mim mesma. Naquela época nao tinha pau de selfie e ai tinha que depender dos outros. E neste caso… nem sempre as fotos ficavam legais. Super recomendo viajar sozinha. Sempre se tem a oportunidade de fazer amigos e se juntar a alguém. BEijo

    Reply

  3. 2 de setembro de 2015 @ 12:23 Elaine

    Adorei o post, as experiências das menina. Eu que acho viajar sozinha é o máximo! Ah, viajar com boa companhia também é, rs. 😉 O que não dá é pra deixar de ir.

    Reply

    • 2 de setembro de 2015 @ 19:18 Denya Pandolfi

      Lindona, voce falou tudo: o que não dá é deixar de ir… rsrs. Obrigada Elaine, feliz que tenhas gostado. Bacione, Denya 🙂

      Reply

  4. 2 de setembro de 2015 @ 13:15 Mariana

    Minha primeira viagem solo foi no ano passado, fui pra Florença pra estudar italiano, depois ainda conheci Pisa, Sam Gimignano, Siena, Veneza, Verona, Padova e Bologna. Morri de medo ante de embarcar e quase desisti, mas foi a experiência mais incrível da minha vida. Na volta eu já estava tão confiante que durante minha conexão de 10h em Frankfurt resolvi sair do aeroporto de metrô e explorar a cidade 🙂 Não vejo a hora de poder repetir!!

    Reply

    • 2 de setembro de 2015 @ 19:20 Denya Pandolfi

      Olá Mariana, imagino como deve ter sido incrível a tua viagem! Gratificante demais sermos capazes de nos virar sozinhas! De vez em qdo é preciso! Um bj grande pra vc e obrigada pela msg, Denya

      Reply

  5. 2 de setembro de 2015 @ 14:54 Amanda

    Muito legal essas dicas! Encoraja a gente a se aventurar por aí…não só pela Itália, bjs

    Reply

    • 2 de setembro de 2015 @ 19:21 Denya Pandolfi

      Cara Amanda, obgada! As meninas deram dicas bem interessantes mesmo. Experimente se aventurar…. vc vai gostar! Abraço de Firenze, D 😉

      Reply

  6. 3 de setembro de 2015 @ 17:19 Dayla

    Simplesmente AMEI! Está na minha lista uma viagem assim!

    Reply

    • 3 de setembro de 2015 @ 17:23 Denya Pandolfi

      A Isabella deixou a pequena (3 anos) e veio. Quero só ver… Bacione! Denya

      Reply

  7. 4 de setembro de 2015 @ 16:41 Lilian

    Eu adoro viajar sozinha! Até porque não tenho paciência de esperar as agendas dos outros! rs Acho uma ótima oportunidade pra conhecer gente nova, fazer extravagâncias e se aventurar! Pra mim, a única desvantagem de viajar sozinha é não ter companhia (se não se faz nova amizade) para sair à noite!

    Reply

    • 4 de setembro de 2015 @ 18:03 Denya Pandolfi

      Oi Lilian, adorei o seu depoimento. Concordo contigo: é uma excelente oportunidade para conhecer gente nova!!! Mas dependendo da cidade e do local onde vc quer ir dá pra sair até mesmo à noite sozinha. 😉
      Abraço e volte mais vezes por aqui! Grazie, Denya

      Reply

  8. 9 de outubro de 2015 @ 12:26 Maira

    Oi. Estou me aventura no em minha primeira viagem solo em janeiro/2016.Minha preocupação é sobre segurança. Em Roma, comprei ingresso de ópera que será realizada a seis quarteirões do meu hotel. Será q será perigoso voltar sozinha ,à noite? Vc teria uma dica? ( em Roma ficarei próxima a av. Nazionale e a ópera será na Igreja. St Paul).Agradeço sua atenção.Parabéns pelas dicas de seus posts.

    Reply

    • 11 de outubro de 2015 @ 22:55 Denya Pandolfi

      Oi Maira,
      Dependendo do horário que termina a ópera não é perigoso andar a pé. Roma, assim como algumas cidades italianas, têm áreas que precisam ser evitadas. Informe-se na recepção do seu hotel. Nunca me hospedei nessa região e não sei como é à noite… Abs e boa viagem!

      Reply

  9. 4 de novembro de 2015 @ 01:06 Elizangela Marques

    A minha primeira viagem internacional foi sozinha e no ano passado para a minha amada Itália. Passei 18 dias incríveis e conheci 13 cidades (loucura, mas deu tudo certo!). Fiz muitas amizades (com brasileiros, italianos e pessoas de outras nacionalidades) e exercitei o meu italiano. Foi a melhor coisa que já fiz na vida!!

    Reply

    • 4 de novembro de 2015 @ 23:41 Denya Pandolfi

      Elizangela, que beleza de depoimento! Feliz demais em saber que você curtiu! um beijo e volte sempre, Denya 🙂

      Reply

  10. 4 de novembro de 2015 @ 01:42 drica g.

    Olá muito legal este tema. Viajo sozinha ha anos e amo!! Muitos perguntam se eu não acho chato , se não tenho medo, ao contrario minha maior emoção é me jogar em lugares desconhecidos. Na minha ultima viagem a Italia encontrei muma dupla de brasileiros , que ao saberem que eu viajava só, exclamaram “que corajosa”!! Saí pensando, coragem eu gasto para enfrentar a rotina, o trânsito crazy, a violência cotidiana…para viajar eu só uso o entusiasmo, a curiosidade e…minha inseparavel camera é claro !! Beijo a todas

    Reply

    • 4 de novembro de 2015 @ 23:43 Denya Pandolfi

      Drica, concordo contigo!!! Também já viajei sozinha e sempre aproveitei muito! Acho importante a gente tirar um tempinho para “se curtir e curtir”. Amei que você registrou a sua experiência. Bacione! Denya

      Reply

  11. 4 de novembro de 2015 @ 10:50 Roma é segura para mulheres que viajam sozinhas? | Turismo em Roma

    […] O blog Grazie a Te também tem um post dedicado a experiências de três mulheres que viajaram sozinhas pela Itália. Leia: Viajar sozinha. […]

    Reply

  12. 4 de novembro de 2015 @ 15:53 sueli maestri

    Olá Denya!
    Adorei a matéria “Viajar sozinha”, que considero uma incrível experiência de vida!
    Resolvi fazer exatamente isso após minha separação e mudei todos os conceitos sobre viajar sozinha. Todos os anos passo cerca de 1 mês na Itália, e é claro, a maior parte na Toscana, que é uma grande paixão! Meu porto seguro é Firenze e de lá para todos os cantos possíveis. Já rodei a Itália de trem, avião e carro.
    Tenho um blog sobre vinhos e gastronomia e aproveito para fazer um super tour eno-gastronomico pela Itália, e, estar sozinha me permite toda a liberdade do mundo!
    Este ano fui para Piemonte, Toscana, Emilia Romagna, Puglia, Calabria e Sicilia.
    Grazie a te!

    Reply

    • 6 de novembro de 2015 @ 22:10 Denya Pandolfi

      Oi Sueli, às vezes podemos ser a melhor companhia para nós mesmas! 🙂 Adorei saber que vc vem sempre à Toscana. Jà programou a próxima viagem? Avise para que possamos tomar um cafezinho juntas. E que barato saber sobre o seu blog de vinhos e gastronomia, quero conhece-lo. Grazie!!! Un bacione, Denya

      Reply

  13. 4 de novembro de 2015 @ 19:05 Natália

    Amei o post! muito bom para as mulheres que ainda não tomaram coragem para sair por ai sozinha. Eu fui para a Itália sozinha em fevereiro e posso dizer que foi a melhor experiência da minha vida. Fiz amizades, me virei, paguei mico também (hahaha), mas foi muito bom para aprender as coisas. Quando estamos com mais gente, certas coisas passam despercebidas.
    Mesmo sendo uma experiência muito boa, para mim, tem uma desvantagem só…..em Roma eu precisei acionar o seguro saúde por ter comido algo que não me fez bem, e isso foi péssimo…pois ninguém merece passar mal sozinha. Tirando isso, foi demais! o importante é planejar bem e sempre ter o seguro, pois nunca sabemos o que vai acontecer né….

    Reply

    • 6 de novembro de 2015 @ 22:08 Denya Pandolfi

      Cara Natalia, viajar sozinha é muito aprendizado mesmo! Sei bem como é estar sozinha na hora do aperto. Mas a sensação de ter superado (sozinha) as dificuldades é muito gratificante também. E calor, planejamento, que é importantissimo ! Adorei o seu relato. Volte mais vezes por aqui… beijo, Denya

      Reply

  14. 13 de dezembro de 2015 @ 21:41 Roma é uma cidade segura para mulheres que viajam sozinhas? – romapravoce

    […] O blog Grazie a Te também tem um post dedicado a experiências de três mulheres que viajaram sozinhas pela Itália. Leia: Viajar sozinha. […]

    Reply

  15. 7 de agosto de 2016 @ 22:15 Alessandra

    Denya, parabéns pelo blog!!! Vc não imagina como está me ajudando. Estou planejando uma trip para Itália alone. Confesso que estou sentindo um medinho….mas ao mesmo uma vontade enorme de encarar uma viagem por esse país incrível. Já viajei sozinha pelos Estado Unidos, confesso que amo minha companhia. Mas agora quero conhecer a Europa, começando pela Italia, para honrar minha descendência, porém diante de tantas notícias de terrorismo gera uma certa apreensão. Mas confio em Deus e sei que Ele cuida de nós com amor e que será uma viagem maravilhosa. Quero explorar Roma, Napoles, Florença e MIlão.

    Reply

    • 9 de agosto de 2016 @ 23:16 Denya Pandolfi

      Alessandra, o pensamento positivo é o primeiro passo para tudo que queremos fazer! Adorei seu roteiro, com certeza vai ser uma viagem maravilhosa!!! Obrigada pela mensagem carinhosa. Buon viaggio 😉 Denya

      Reply

  16. 27 de agosto de 2016 @ 15:10 Nane

    Esse post me ajudou bastante, é minha primeira viagem para Europa e será sozinha na Itália, estava com medo justamente dessa parte de deslocamento e fazer refeicoes sozinha, mas se pensar que ninguem me conhece mesmo já passa a vergonha haha.
    Meu roteiro será 7 dias na Itália com um dia em Bologna para uma feira, em setembro.
    Chegarei por Milão e sairei por Milão, dai organizei o roteiro para ir para Roma no primeiro dia e fazer o roteiro voltando para Milão. Seria 02 dias em Roma, 01 dia em Florença, 1/2 dia em Bologna, 1 dia em Veneza e 1 dia em Milão. O que acha? Vai ficar muito corrido? Estou na dúvida entre Florença e Veneza.

    Reply

    • 27 de agosto de 2016 @ 18:25 Denya Pandolfi

      Oi Nane, td bom?
      Feliz em saber que o post te ajudou. Viajar sozinha aqui costuma ser muito tranquilo e vc vai tirar de letra! 😉 Sobre o seu roteiro: considere que ficar mudando de cidade é cansativo. Eu adoro Florença (onde moro) e Veneza mas realmente excluiria uma das duas pq estou achando meio puxado. Melhor passear e curtir com calma os lugares… veja qual das 2 tem mais a ver com o que você gosta. Abraço e bom passeio! Denya

      Reply

  17. 23 de dezembro de 2016 @ 18:24 Dione Ingeberg Fritsch Alkmim

    Adorooo viajar sozinha, criei coragem, e na primeira vez, há 4anos, fui pra Itália. Cheguei em Milao, peguei um trem de Malpensa até a Estação Central, de lá outro trem(comprei passagem na hora) pra Firenze..confesso que um pouco apreensiva, mas deu tudo certo, chegando em Firenze, peguei um mapa na Informação, tracei meu trajeto até o end do apto que havia alugado para os primeiros 30dias, quando fiz curso de italiano, e fui puxando minha mala, pois o endereço não era longe dalí, e fui amavelmente recebida pelo casal responsável pelo apto. (ufa, foi mais fácil do que imaginei). Ao final do curso, rodei varias cidadezinhas por mais 15 dias, não encontrei dificuldades, foi um desafio a que me propus, e foi maravilhoso descobrir que gosto mto da minha companhia, de desafios e da liberdade total de decisões. Recomendo a aventura! Todos deveriam fazer isso ao menos uma vez na vida!

    Reply

    • 23 de dezembro de 2016 @ 18:42 Denya Pandolfi

      Querida Dione, muito obrigada pelo relato , que é bastante encorajador para quem ainda não tem coragem de se aventurar ;). Sem duvidas um passeio inesquecível! Apareça mais vezes por aqui. Grazie tante! Denya

      Reply

  18. 2 de setembro de 2017 @ 15:16 Aghata

    Excelente matéria Denya!
    Eu amo descobrir o mundo com amigos,
    contudo sozinha me sinto mais conectada.
    “Boa moça” também pode viajar sozinha
    e se divertir muito.
    Rs…
    Viva a liberdade!

    Reply

    • 4 de setembro de 2017 @ 20:10 Denya Pandolfi

      Oi Aghata, concordo completamente, também acho bem proveitosas as viagens sozinha. E viva a liberdade!!! Beijo grande e muito obrigada pela visita aqui no blog 😉 Denya

      Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.