Caça às trufas

Caçar e comer trufas:  uma das experiências mais especiais e exclusivas que pude vivenciar desde que vivo aqui na Itália! Junto ao grupo Tuscany Bloggers e à convite da Savini Tartufi, passamos  uma tarde no bosque em Forcoli,  arredores de Pisa com 2 caçadores e o adorável cãozinho Giotto, da raça lagotto. Depois de uma tarde em meio à natureza, fomos recebidos para um happy-hour na delicatessen da empresa, onde existe um museu que conta a história da família Savini, que há 4 gerações transformou uma grande uma paixão em atividade. E a segunda parte da nossa luxury experience foi um jantar no NH Collection, um hotel cinco estrelas no centro de Firenze que abriga o restaurante da família que é especializado nessa nobre iguaria.

caça-trufa

Gili, Sandra, Ksenia, Gloria, Marco, Erika, Caroline, Yulia e Raul, com Andrea e Luca. A trufa, elemento da terra, simples, de sabor e aroma tão marcantes, é o fungo mais caro do mundo. Este é o grupo que participou da experiência de caça às trufas em companhia do cãozinho Giotto Jr, nosso bravíssimo farejador (foto Couple in Florence)

 

caça-trufas

Fomos recebidos por Luca na Savini Tartufi, em Forcoli, arredores de Pisa. Apaixonado pela atividade que desenvolve há quase 30 anos, explicou ao nosso grupo sobre essa preciosidade da terra: a trufa

 

Trufa – A trufa, que  é um  tipo de fungo subterrâneo,  tem sabor e aroma marcantes. Os tipos mais conhecidos são a trufa branca (mais delicada e cara), negra (de paladar masi forte) e a de verão. Não é possível  cultivar a trufa. Ela nasce sob a terra, a uma profundidade de 20 a 40 cm, próximo às raizes das árvores. Na maior parte das vezes a trufa é consumida fresca. Depois de tiradas da terra, é preciso consumi-las em no máximo 3 dias.  Podem ser conservadas em geladeira por até 3 semanas. As trufas não são lavadas, precisam ser  limpas com uma escovinha para tirar a terra.

A trufa é encontrada graças aos cães treinados.  Conforme nos contou Luca, esse adestramento dura de 4 a 6 meses e começa quando são filhotes, que aprendem desde bem pequenininhos, a reconhecer o odor, pois os patrões passam trufas nas mamas das cadelas e os filhotes se familiarizam dessa forma.  Tempos atrás os caçadores das trufas eram porcos, que não são mais utilizados porque eles acabavam comendo as trufas que  encontravam.

maior-trufa-do-mundo

A maior trufa dos últimos 50 anos foi encontrada em 2007, pesando 1,5 quilo. Foi vendida em um leilão beneficente por 330 mil dólares e quem arrematou foi um magnata de Macau

 

Agora vou contar como foi a nossa deliciosa tarde no bosque. Longe da cidade e dos centros habitados e na companhia do nosso fiel Giotto, fomos em busca de um dos produtos mais particulares, misteriosos e valiosos que a terra pode oferecer.

caçar-trufas

A toscana possui 7 das 9 tipologias de trufas encontradas, podendo ser encontradas durante todo o ano

 

O caçador e o cachorro passeiam pelo bosque, perto dos troncos. Em alguns pontos o cãozinho é atraído pelo cheiro e começa a cavar a terra para chamar a atenção.

 

caça-trufas

Olfato apurado – E pra quem pensa que os caçadores escondem as trufas e trazem o cachorro pra cheirar o local: os caçadores disseram que absolutamente não fazem assim, é tudo realmente espontâneo e nada armado

 

O trifulau (caçador de trufas) precisa ter muita atenção pois às vezes o cachorro pode escavar e lançar a  tão preciosa trufa pra longe. Depois de encontrar,  como prêmio,  o cahocoro ganha um biscoitinho.

 

image

giotto

tartufo

tartufo

A trufa  do tipo bianchetto (foto Ksenia)

 

trufas

Depois de nossa aventura no bosque voltamos à loja e museu da Savini Tartufi para um aperitivo à base de trufas!  No local funciona também uma delicatessen onde podemos adquirir diversos produtos pra levar pra casa, inclusive em charmosas embalagens de madeira para  presente onde cada um pode preparar com autonomia a própria receita à base de trufas. Possuem desde sal até patês.

tartufo

 

Savino-tartufi

Restaurante Savini Tartufi

A segunda parte de nossa luxury experience foi no restaurante Savini Tartufi, onde todos os pratos, do antepasto ao doce, foram à base de trufas.  Uma completa experiência gastronômica, onde é possível apreciar trufas com tantas combinações!

Savino-ristorante

O restaurante Savini Tartufi no hotel NH Collection de Firenze

Nosso jantar começou com antepastos de pães com manteiga de trufa, tartare com lascas de trufa,  tagliolini con zabaione e ovos e trufas frescas. Teve trufa  até mesmo na sobremesa: petit-gateau com trufas!

trufas

Tagliolini  al tartufo

 

tartare

Tartare com trufas frescas

 

Grazie Tuscany Bloggers e Savini Tartufi por ter nos proporcionado uma tarde tão especial, que começou em meio à natureza e terminou num elegante endereço no centro de Firenze onde pudemos degustar tantos pratos  à base de trufas.



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Caça às trufas' has no comments

Be the first to comment this post!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.