O burgo de Civita di Bagnoregio

Tem algo de muito especial em Civita di Bagnoregio. Talvez o fascínio desse burgo, que parece suspenso no Vale do Calanchi,  é porque sabemos que ele pode desaparecer.  Conhecido como  “a cidade que morre”,  uma pequena fração do município de Bagnoregio, na província de Viterbo, é um dos destinos turísticos mais famosos de Tuscia, na Itália.  Posicionado numa falésia, o acesso à cidade é feito apenas através  de uma ponte de concreto armado de 300 metros de comprimento, que foi construída em 1965. Mas por que o lugar é conhecido  como “a cidade que morre”? Porque o vilarejo  perde cerca de 7 cm por ano devido à erosão.  A cidade,  fundada pelos etruscos há 2500 anos,  atualmente conta com apenas 11 habitantes.

 

Civita di Bagnoregio fica no maravilhoso Vale do Calanchi, a 443 metros de altitude. A cidade,   localizada  sobre uma colina, é um belo exemplo de vilarejo medieval, que surgiam no topo das montanhas por questões defensivas

 

Os gatinhos são famosos aqui no burgo. Vocês vão encontrar centenas deles!!!!

O encantador vilarejo fica ao norte da região do Lazio, província de  Viterbo, quase fronteira com a Úmbria, entre Roma e Firenze. Civita di Bagnoregio é considerado um dos mais belos burgos da Itália e todos os anos é visitada por centenas de milhares de pessoas de todo o mundo para admirar sua aparência atemporal e vivenciar sua atmosfera mágica!   E uma curiosidade para os brasileiros, em Civita foram  gravadas cenas da novela global Esperança, com Reynaldo Gianecchini e Priscila Fantin, além de o filme Pinocchio, dirigido por Alberto Sironi em 2009.

 

Civita di Bagnoregio é ameaçada por deslizamentos de terra e erosão do solo. Esta é a  ponte que nos conduz até a entrada do burgo tem 300 metros de comprimento

 

Porta Santa Maria é hoje o único acesso à vila. Depois da travessia da ponte, é por ali que passamos para começarmos a explorar o burgo. E  para acessar o centro de Civita, os visitantes devem pagar uma pequena taxa de entrada (5 euros), que permite à administração municipal realizar obras de restauração e estabilização e manter a vila aberta aos visitantes.

 

A Porta Santa Maria

 

Você pode perceber a atmosfera de outros tempos caminhando por  seus becos estreitos e admirando a arquiteta  medieval

 

A vila remonta ao final da Idade Média e, desde então, permaneceu quase intacta, dando a este lugar a aura fascinante de um lugar onde o tempo parou

 

Civita di Bagnoregio tem apenas 11 habitantes por causa da precária condição estrutural que acabou esvaziando a cidade. Nos últimos anos várias casas foram reformadas e, na temporada de verão costuma  abrigar artistas e turistas estrangeiros.  Civita está passando por uma nova fase de desenvolvimento, graças ao turismo ,  mas ao mesmo tempo tornou-se necessário controlar o acesso de pessoas para não danificar o equilíbrio frágil das estruturas antigas.

 

A Piazza di San Pietro. Este é o local que nos recebe assim que adentramos o pequeno burgo

 

O coração do burgo  e local mais movimentado do vilarejo é a praça  San Donato que abriga a igreja de San Donato e o Palazzo Alemanni, sede do Museo Geologico  e delle Frane. Interessante é que a praça não é  pavimentada, mas  há uma espécie de terra bem dura no chão, o que nos dá a sensação de uma volta ao passado de uns 300 ou 400 anos.

 

A igreja de San Donato. Segundo a tradição a igreja é do século  V e é de origem romana

 

Entre as atrações principais, podemos citar a Grotta di San Bonaventura que certamente é um símbolo da cidade de Civita di Bagnoregio e o lugar onde, segundo uma história mítica, a cura milagrosa de uma criança – o pequeno São Boaventura – aconteceu pela mão de Sao Francisco, que ficou nesta caverna por alguns dias enquanto ajudava a criança. Segundo a antiga lenda, após a cura, São Francisco dirigiu-se à criança dizendo “Bona Ventura” e, uma vez que a criança chegou à idade adulta, entrou na ordem dos Franciscanos com o nome de Boaventura.  A caverna, na verdade uma antiga tumba etrusca, está aberta aos turistas para uma visita.

 

Antica Civitas  é um pequeno museu em uma caverna etrusca no centro de Civita di Bagnoregio. No interior, estão expostas as ferramentas clássicas da vida camponesa, como as prensas para preparar azeite e vinho, potes antigos,  pás e outras ferramentas antigas de trabalho.  O ingresso custa 1 euro para adultos (grátis para crianças). 

Grutas subterrâneas. Escavações e vestígios que datam de época  etrusca e romana

Nós ficamos hospedados no vilarejo vizinho de Bagnoregio, que é  pequeno e muito gracioso. Fizemos todos os passeios à pé.  Fizemos o percurso da casa onde ficamos hospedados até a entrada do vilarejo de Civita di Bagnoregio numa caminhada de 20 minutos.

A Porta Albana em Bagnoregio

Posts que podem interessar:

10 burgos medievais da Toscana

Passeio a bordo do 500

7 rooftops de Firenze

Festas medievais na Toscana 

Casamento na Itália

Enoturismo, para os apreciadores de vinho

10 burgos medievais da Toscana

A Síndrome de Stendhal

Portas italianas

7 rooftops de Firenze

Agroturismo, uma forma simples e autêntica de hospedagem

O Museu degli Innocenti de Florença

 

 



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'O burgo de Civita di Bagnoregio' has no comments

Be the first to comment this post!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.