Dicas de restaurantes em Firenze, 9

É sempre bom viajar  com uma relação de restaurantes e barzinhos pois assim não perdemos tempo pesquisando e evitamos cair numa cilada.  Pra poderem  aproveitar melhor a sua viagem à Firenze, elenco neste post outros  locais que visitei recentemente e que recomendo. Nesta relação tem locais despretensiosos até mais requintados, em pontos diferentes da cidade:

 

 

O elegante restaurante Fulin oferece uma verdadeira experiência culinária gourmet chinesa

 

Fulin –  O restaurante Fulin é um restaurante oriental com proposta luxury, para quem busca uma verdadeira experiência gourmet chinesa. Idealizado por Stefano Dai e Franceso Han, em sociedade com o fotografo Gianni Ugolini, proprietário do edifício histórico que abriga o restaurante: uma elegante construção dos anos  1800 nas proximidades da piazza Ferrucci. Fui conhecer o local à convite da casa, com um grupo de foodbloggers e instagrammers e pela primeira vez experimentei a verdadeira cozinha chinesa, com seus sabores autênticos, com pratos realizados com produtos frescos, locais e de primeira qualidade.  Provamos praticamente tudo que tem no menu, com degustação que começou com o famoso ravioli: foram 6 tipos diferentes, de verdura, carne e peixe, com a massa preparada no local todos os dias. Depois, involtini primavera e caramelle, arroz negro,   spaghetti al sugo do Oriente,  peixe Branzino ao vapor, carneiro e pato ò Pequim, um dos carros chefe do Fulin.   Uma proposta interessante que a casa oferece é o menu degustação, com  3 formats, de 35, 45 e 55 euros. O Fulin, aberto diariamente para almoço e jantar, fica na via Giampaolo Orsini, 113 r

 

Fulin é um restaurante chinês de luxo, de 2 andares, com salas privês e uma varanda de onde podemos admirar as colinas de Firenze

 

No Fulin, os pratos da tradicional cozinha chinesa milenar, são preparados com paixão e realizados com ingredientes frescos e de alta qualidade

 

Caffè Italiano –  A poucos passos da piazza Santa Croce, no palazzo Salviati, o Caffè Italiano, num ambiente despretenciosa e informal,  ressurge como ponto de encontro e de sabores, e se apresenta como cafeteria, restaurante, bar e pizzaria. Sob a égide  do empreendedor Umberto Montano,  conta com Gionata d’Alessi, que traz à Firenze os sabores da costa toscana, Sandro Soltani, expert de vinhos, Guglielmo Vuolo, pizzaiolo napolitano e Carmelo Pannocchietti, do restaurante confinante Arà è Sud, com suas especialidades mediterrâneas.   No  Caffè Italiano podemos experimentar pratos da cozinha toscana, com especial atenção às carnes, (dry aged), a piazza napolitana tradicional, com produtos e matérias-primas de excelência.  O restaurante  fica na via  Isola delle Stinche, 11 r

A pizza de Guglielmo e outras delicias, como tortelli recheada com pappa al pomodoro e arancini com pesto siciliano

 

 

Restaurante I Ghibellini– Estive no I Ghibellini junto ao grupo Tuscany Bloggers, à convite da casa, após visita à Polloni Vetrate. O restaurante, localizado numa charmosa e  característica pracinha entre o Duomo e a Santa Croce, foi  inaugurado em 1985 e é especializado na cozinha toscana com receitas genuínas. Experimentei e me surpreendi com os pratos deste tradicional restaurante!  As entradas, que foram muitas,  eram deliciosas:  tartare com alcachofras cruas, coccole e presunto cru e burrata,  massa com vongole e massa com pistache e mortadela. Eu parei por aqui e não consegui  comer mais nada terminar a massa com pistache pois já . preparadas com ingredientes da estação:atendimento simpático e eficiente.  Possui algumas mesinhas na parte externa. Fica perto do Arco de San Pierino, a poucos passos da  Piazza Santa Croce.

i-ghibellini

Um pouco do que experimentamos no restaurante I Ghibellini. Nosso jantar foi farto, mas como sou apaixonada antepastos, estava praticamente satisfeita depois das delícias que nos foram servidas: tartare com verduras, coccole(massa de pizza frita) com presunto cru, queijos e presuntos.

 

tartare

Deliciosa essa entrada: tartare com alcachofras cruas

 

 

Sabatini– bem próximo à estação de Santa Maria Novella,  o Sabatini é um clássico e refinado restaurante que tem muita história pra contar. Já tinha ouvido falado neste tradicional local,  um verdadeiro patrimônio da cidade e famoso por ter sido frequentado pela aristocracia florentina,  atores, políticos e personalidades famosas.  Sob nova direção desde 2018,  o Sabatini oferece uma experiência gastronômica contemporânea, mantendo intacta a mesma proposta flambè que o elegeu célebre, com respeito à sua tradição.  O jovem chef Alessio Mori, que já passou pelo luxuoso hotel Four Seasons e em outras estruturas de prestígio, é quem comanda a cozinha, que oferece  pratos da cozinha toscana em versão refinada e  revisitada. Aliás, sua missão no Sabatini é conciliar as novidades da cozinha contemporânea com a tradição do restaurante.  Excelente carta de vinhos, com sommelier que explica detalhes dos rótulos servidos e harmonizados com cada prato, apresentação impecável e pratos preparados com ingredientes de alta qualidade  num ambiente requintado, onde o  jardim de inverno confere uma atmosfera romântica ao local.  A tradicional cozinha flamblè, especialidade histórica, permanece. Inclusive é possível ter uma experiência com todos os pratos flamblè, de aperitivos à sobremesa.   O Sabatini fica na Via Panzani, 9 a.

sabatini

Sabatini – cozinha tradicional com toque de contemporaneidade e inovação, alta qualidade de matérias-primas graças à estreita relação com fornecedores orgânicos. Servem pão feito em casa, preparado com um mix de farinhas selecionadas e massas frescas são feitas com ovos orgânicos

 

Sabatini

O charme romântico do restaurante Sabatini , perto da praça Santa Maria Novella

Ararat –  Um local alternativo para quem quiser experimentar outro tipo de cozinha que não seja italiana. É um restaurante que serve pratos da Armênia e da Georgia. Na cozinha e na sala, staff dos países de origem que auxiliam e ajudam a explicar sobre os pratos da casa e os vinhos, que também são  provenientes desses países. Experimentei Pkhali,  uma especie de almôndega servida com  molho, o Khinkali, ravioli com recheio de carne, e o Tolma, enroladinho de carne acompanhado de yogurt. A preparação dos pratos, como da tradição, são realizados com produtos frescos e naturais, mas geralmente são elaborados e precisam de cozinheiros muito pacientes. Segundo Amalia, a gerente da casa que nos recebeu, a cozinha desses países tem base pobre, portanto, precisa ser calórica.  Muitos pratos levam nozes, pão e batata. Ambiente moderno e requintado, de dois andares, o Ararat fica perto da Piazza Beccaria, na Borgo da Croce,  32, r
Ararat

Colorida e variada , a cozinha armena é perfumada de ervas aromáticas e temperos, mas nao particularmente picante. Uva e romã, símbolos de abundância, são presentes em muitos pratos

Ararat

Khachapuri agiaruli , pão-pizza georgiano. Este é o clássico, servido com ovos, mas pode ser com preparado com beringela, tomate, pimentão , funghi ou espinafre.

Pentola dell’oro –  Localizado num prédio histórico nos arredores de Sant’Ambrogio, o  restaurante Pentola dell’oro já existia há 40 anos mas funcionava como um clube privado. O atual proprietário, Salvatore Mazza,  assumiu a gestão em setembro de 2018 com a proposta de oferecer  pratos da culinária  toscana de carne e peixe  num ambiente informal e tipicamente toscano, em 2 ambientes distintos:  no andar térreo   você pode optar por tira-gostos com queijos, presuntos e pratos mais expressos, melhor, claro, quando acompanhados de um bom vinho! E a carta da casa é extensa, seja de vinhos toscanos que nacionais. O no subsolo a área destinada ao restaurante,  atmosfera acolhedora e agradável.  O ambiente mais intimista da casa é a adega, que atingimos fazendo alguns pra baixo.  Ali inclusive é possível  reservar um jantar a dois ou eventos privados. O restaurante fica na   Via di Mezzo, 24,
pentola-doro

O restaurante Pentola d’ro. Um pouco do que experimentamos: ovo pochet e creme de ervilhas com peixe, frutos do mar e espuma de tomate , porco recheado (arista ripiena) com demiglacê ao mel, spaghetti de polvo e peixe branzino com alcaparras ao perfume de limão, filet de porco na crosta com batatas. E de sobremesa, cheesecake com cantucci caseiro.

restaurante-firenze

A adega fica no subsolo, um espaço intimista onde é possível fazer eventos privês

 

Zeffirellis Tea Room –  No pátio que abriga a Fundação Zeffirelli, as irmãs  Ludovica e Ginevra comandam um bistro cheio de charme. Com sala de chá, bar e restaurante, o ambiente com decoração. Gentileza se percebe logo, num local refinado mas descomplicado. Aliás simplicidade com um toque de cuidado, que faz toda a diferença.  Em um canto da cidade onde funcionava o tribunal.   O Zeffirelli abre diariamente às 10 e fecha às 18h aos domingos e 22 de segunda a quarta e quinta é dia de fechamento.  Sexta e sábado fecha à meia-noite.  Piazza San Firenze, 5

zeffirelli

Uma graciosidade a forma como servem os pratos. Aqui a nossa entrada de queijos com geleias

 

Restaurante FOOO –  F000 , Florence out of ordinary  é o contemporâneo hotel do restaurante do The Student Hotel,  que fica pertinho da Fortezza da Basso.  O espaço é badalado e moderninho, com ambiente rico de detalhes de design e atmosfera cosmopolita e internacional onde funcionam uma pizzaria gourmet, cafeteria, cocktail bar e o restaurante. No comando, o estrelado chef Fabio Bargaglini, premiado em Paris em dezembro de 2018 pela melhor interpretação de cozinha natural. Com propostas inovativas e interessantes com pratos que mudam de acordo com a estação, para garantir produtos frescos e sazonais. No cardápio pratos históricos assinados pelo chef, com o ano em que foram criados, e propostas mais recentes nascidas na cozinha do FOOO.  Quero voltar para comer novamente o arroz com repolho negro, pó de alga e mariscos, com um toque cítrico e repleto de harmonia!!! O restaurante fica no completo do The Student Hotel, com entrada pela concept store. Viale Spartaco Lavagnini, 70

restaurante-firenze

Contraste e equilíbrio – Uma das propostas do chef:piccione e capperi con insalata di cipolle

Acquacotta – A trattoria Acquacotta representa a tradicionalidade da culinária toscana: na cozinha o chef Luca Lastrucci e a irmã preparam verdadeiras preciosidades da gastronomia local, e na sala, a esposa Ela acolhe os clientes. Com atmosfera acolhedora, o restaurante é um local onde nos sentimos à vontade, como se estivéssemos em casa.  Luca tem mais de 30 anos de experiência como cuoco e propõe aperitivos típicos com queijos e presuntos e produtos locais e da estação, sopas, massas artesanais frescas e pratos da terra e do mar.  Estive no restaurante, que faz parte da Associazione Esercivi Storici Fiorentini, depois de uma visita à Scarpelli Mosaici com o grupo Tuscany Bloggers (@tuscanybloggers).  O restaurante fica na Via dei Pilastri,  51, r.

 

acquacotta

O chef Luca Lastrucci e as maravilhas que prepara em sua trattoria Acquacotta. A bistecca é saborosíssima e  super macia! Experimentamos 3 doces: bavarese, torta de chocolate e meringata, um mais gostoso que o outro! Luca faz também cantucci, do famoso combo toscano com o vinho de sobremesa, o Vin Santo!

 

risotto

Risotto de aspargos, açafrão e com camarão ao Brandy



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'Dicas de restaurantes em Firenze, 9' has no comments

Be the first to comment this post!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.