O Museu Uffizi de Firenze

A Galleria degli Uffizi  é um dos mais antigos museus da Europa e reúne a mais importante coleção renascentista do mundo. Par quem não tem muito tempo em Firenze e precisa escolher apenas um museu, sem dúvidas alguma este é o que eu indico. O Uffizi é o mais importante museu da cidade e em suas salas podemos contemplar  obras de Masaccio, Botticelli, Raffaello, Giotto, Michelangelo, Tiziano e Caravaggio, só pra citar alguns.
uffizi
O museu, construído em 1560, surge com a intenção de reunir em um só lugar os escritórios administrativos da Toscana, então espalhados por diversos pontos da cidade. Giorgio Vasari, que tinha como mecenas os Medici, foi convocado por Cósimo I para a construção da obra.  Em 1565, o famoso arquiteto projetou um prédio em foma de “U”. Alguns anos depois Cosimo decidiu unir o Palazzo Vecchio ao Palazzo Pitti,  que era a residência dos Medici, através de uma passagem secreta, o Corredor Vasariano.
corredor-vasariano

O Corredor Vasariano passa sobre a Ponte Vecchio

Toda a área atualmente ocupada pelo Palazzo degli Uffizi foi inteiramente transformada. Muitas casas daquela área foram destruídas para a realização das obras, até mesmo a Chiesa di San Pier Scheraggio, uma antiga igreja românica do seculo 11, foi parcialmente destruída. Uma parte foi integrada no interno do prédio em construção.
uffizi
Quando Vasari morreu, em  1574,  o projeto foi passada aos arquitetos Bernado Buontalenti e Alfonso Parigi Il Vecchio, que terminaram o prédio por volta do ano de 1580.
museu-uffizi

O Corredor Levante com esculturas gregas e romanas que pertenciam à familia Medici

uffizi

No século 19, nos nichos externos do prédio, foram colocadas 28 estátuas de homens ilusões da Toscana, como Maquiaavel, Dante Alighieri, Leonardo da Vinci, Giotto e Donatello

uffizi
Francisco I de Medici, que sucedeu Cosimo a partir de 1574, decidiu reunir no último andar a coleção de pinturas, estátuas e objetos de arte, armaduras e medalhas. Com  a morte de Vasari, em 1574, Buontalenti continuou os trabalhos.  Dentre os trabalhos que realizou, a construção de uma “Tribuna”, em forma octagonal, para mostrar a glória da poderosa família Medici.
tribuna-uffizi

A Tribuna

Novas coleções de retratos  e instrumentos científicos foram acrescentados a partir de 1587, com o duque Fernando I. Após sua morte a galeria permaneceu inalterada por muitos anos. Foi com a família Lorena, sucessora dos Medici, que a galeria foi aberta ao público, em  1769.

estatua-uffizi

 

uffizi

Obra de Parmigiano, Madonna com o pescoço comprido (1534-1535)

O Museu Uffizi possui quase 50 salas, que são distribuídas em 2 andares. Para quem não tem muito tempo e quer visitar as principais salas, indico aqui as minhas prediletas, citando alguns artistas e obras:

Sala 2 –  Il Duecento  e Giotto –  O espaço reúne as pinturas mais antigas do museu. Muitas obras lembram as artes sacras medievais. Reúne obras de 3 grandes artistas  toscanos da Idade Média, como Cimabue, Ducho di Buonninsegna e Giotto. Com Giotto inicia-se uma verdadeira revolução no âmbito figurativo que leva mais tarde ao Renascimento.

Salas 5 e 6 – O Gotico Internacional – Compreende o período que vai do final dos anos  1300 ate o início dos anos 1400. Esse estilo representa o gosto elegante das cortes.

uffizi

 

Sala  8-  Filippo Lippi –  Lippi é um dos protagonistas do primeiro Renascimento.  Nesta sala estão outras obras do artista de natural de Arezzo Piero della Francesca, que realizou os retratos dos duques de Urbino, entre 1465 e 1472.

uffizi

Obras de Piero della Francesca, dentre as mais famosas do Renascimento italiano

Salas 10 a 14- Botticelli – Aqui estão expostas as célebres obras ” O nascimento de Vênus e a “A Primavera”, feitas pelo artista florentino Sandro Botticelli (1445-1510). As salas abrigam também obras de outros artistas.

botticelli

O Nascimento de Vênus é uma das obras mais famosas e amadas do mundo. Foi feita por Botticelli entre 1482 e 1485, sob encomenda da família Medici e retrata o nascimento de Afrodite, a deusa do amor, também chamada Vênus

 

a-primavera

O quadro “A Primavera”, realizado entre 1477 e 1482

 

A obra Adorazione dei Magi Tornabuoni, de 1487, realizada por Ghirlandaio, exposta na Sala Botticelli

 

Sala 35- Leonardo – Nesta sala, restaurada em 2018,  estão alojadas 3 obras mais jovens do mestre Leonardo, antes de mudar-se para Milão, em 1482. Obras como Il Battesimo di Cristo, l’Adorazione dei Magi, e l’Annunciazione.

Realizada entre 1481 e 1482, L’Adorazione dei Magi, obra incompleta de Leonardo

 

A obra Anunciação, da igreja florentina de San Bartolomeo, em Monte Oliveto, com um anjo tão real que propaga sua sombra. Ao fundo, paisagem de mar e montanhas é uma das maiores provas do artista sobre a representação atmosférica do “distante”

Sala 35 – Michelangelo e i Fiorentini.  Área dedicada ao  Tondo Doni, uma das obras-primas da arte Ocidental. A pintura em têmpera sobre madeira com moldura realizada por Michelangelo. A obra é de 1505-1506.

 

tondo

Sacra Famiglia, conhecida como Tondo Doni, de Michelangelo, realizada para Agnolo Doni, rico comerciante florentino

 

Salas 57 e 58 –  Nestas salas obras do fiorentino Andrea del Sarto, como a La Madonna delle Arpire, de 1517, baseada no livro do Apocalipse.

Sala 66 – Raffaello – O museu abriga algumas obras de Raffaello,  que nasceu em Urbino  em 1483 e viveu em Firenze entre 1504 e 1508.

Madonna del Cardelino (1505- 1506), uma das obras-primas de Raffaello Sanzio

Sala 83– Esta sala  é dedicada à pintura vêneta e sobretudo ao célebre artista Tiziano

 

venere-di-urbino

Obra Venere di Urbino , de Tiziano, que foi completada em 1538

Sala 90 – Caravaggio – É praticamente no final do percurso que encontramos o espaço dedicado à Caravaggio e à pintura dos anos 1600, que desde fevereiro de 2018 ganhou uma ala nova, constituída de 8 salas. O espaço abriga grandes obras de Michelangelo Merisi (1571 – 1610), conhecido como Caravaggio, que morreu tragicamente aos 39 anos, em 1610. Nesta ala podemos contemplar obras de artistas como Rembrandt, Rubens e Van Dyck.

caravaggio

De Caravaggio, Lo Scudo com testa di Medusa, que seria o seu auto-retrato, feito em 1597

 

bacco-caravaggio

Bacco, de Caravaggio, feito em 1595

 

uffizi

De Rubens, a obra Giuditta con la testa di Oloferne , realizada entre 1626 e 1634

uffizi

Em 2011 foram inauguradas as salas dedicadas a pintores estrangeiros, as “Sale Blue”, com obras de artistas espanhóis, franceses e holandeses dos séculos 16, 17 e 18. As “Sale Rosse” dedicadas à “Maneira moderna”, com obras de grandes artistas do Renascimento, como  Michelangelo, Raffaello e Tiziano. As “Sale Gialle” dedicadas a pintores florentinos do século 17 e as “Sale Verdi” com estatuas de mármore, sobretudo retratos  gregos e óperas de arte romanas. Para ver a o mapa das salas, clique aqui .

Os visitantes podem admirar as obras de arte veneziana e florentina da coleção Medici em novas salas, inauguradas em maio de 2019

 

terraço-Uffizi

O caffé no terraço do museu, com vista para o Duomo. Um excelente local para uma pausa relax!

 

Reserve de 2 a 3 horas para visitar o Museu Uffizi.

 

ufizzi

A bilheteria para retirar os bilhetes para quem adquire os ingressos “salte a fila”

Galleria degli Uffizi

Piazzale degli Uffizi

Horários: De terça a domingo : 8:15 às 18:50  (a bilheteria fecha às 18:05)

Fechado às segundas, Ano Novo, 1º maio e Natal

 

Posts que podem interessar:

Turistas pagam mais caro para consumir

Igreja de Santa Croce

Pratos típicos da Toscana

O conceito do slow travel

Agroturismo, uma forma simples e autêntica de hospedagem 

Cappella Brancacci e as obras de Masaccio

Vinci, a cidade do gênio Leonardo

Refeições ao ar livre em Firenze

Mercado Central de Firenze

Aperitivo no Il Salviatino



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'O Museu Uffizi de Firenze' have 5 comments

  1. 11 de outubro de 2018 @ 11:07 Grazie a te / O que fazer em Firenze num dia de chuva?

    […] que pertenceram à família Medici e a outros colecionados privados. Fica na via del Proconsolo, 4 Uffizi – A Galleria degli Uffizi é um dos mais importantes museus da Europa, com o maior acervo […]

    Reply

  2. 28 de novembro de 2018 @ 09:04 Grazie a te / O artista Michelangelo, suas obras, segredos e curiosidades

    […]  dos 500. Da rica família Doni,recebeu a encomenda para o quadro Tondo Doni, em exposição no Museu Uffizi. Dedicou-se também à escultura, com a obra “Madonna con […]

    Reply

  3. 14 de março de 2019 @ 15:30 Grazie a te / O museu Uffizi e o Corredor Vasariano e seu rico acervo renascentista

    […] 22 de maio de 2018 @ 05:13 Grazie a te / O Museu Uffizi, atração imperdível em Firenze, é o museu mais visitado da cidade […]

    Reply

  4. 10 de setembro de 2019 @ 22:17 Grazie a te / Urbino, joia do Renascimento na região das Marcas

    […] No Museu Uffizi existe uma sala dedicada ao pintor, onde estão  preservadas algumas obras muito significativas, como a Madonna del Cardellino e um auto-retrato, além de outros  retratos importantes. As obras de Rafael estão expostas também na Galleria Palatina do Palazzo Pitti.  A razão pela qual tantas obras do pintor encontam-se em Firenze é que Rafael viveu 4 anos na cidade, entre 1504 e 1508.  Chegou à cidade curioso para conhecer os trabalhos de Leonardo e Michelangelo, que na epoca haviam “duelado”  no Palazzo Vecchio. […]

    Reply


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.