A Catedral Santa Maria del Fiore, o Duomo de Firenze

A Catedral Santa Maria del Fiore, o Duomo de Firenze, é um dos maiores símbolos da cidade. Como no centro histórico não existem prédios muito altos, sua cúpula pode ser avistada de diversos pontos da cidade. E a obra é tão impressionante que tem gente que até se emociona quando em passeio pelo centro se depara com essa majestosa igreja. É realmente uma obra arquitetônica magnífica! Foi erguida a partir de 1296 sobre a igreja de Santa Reparata,  a antiga catedral de Florença.

 

piazza-del-duomo

É uma das obras-primas do gótico italiano e é a maior catedral de alvenaria já construída

O complexo da catedral inclui , alem da igreja, o Batistério de São João e  o Campanário de Giotto,  na Piazza San Giovanni, no centro histórico de Florença,  declarado  Património Mundial da Unesco em 1982.

santa-maria-del-fiore

O Duomo tem capacidade para acomodar até 30 mil pessoas. É  uma das obras-primas da arquiteta gótica e uma das principais atrações de quem visita a Toscana

 

A partir de 1412 ganhou o nome de Santa Maria del Fiore (Flor)

A Basílica, uma das obras-primas do gótico italiano, é a 5ª maior igreja do mundo, depois de São Pedro em Roma, São Paulo de Londres, da Catedral de Sevilha e do Duomo de Milão.

 

florença

Em muitos séculos de construção até a sua conclusão, a igreja sofreu muitas intervenções seja na parte interna que externa. O projeto da igreja é de Arnolfo di Cambio, que trabalhou na construção da igreja até 1302, ano de sua morte.

 

História da construção 

No século 13, durante a República fiorentina,  Ser Mino de Cantoribus buscava substituir Santa Reparata por uma catedral mais imponente. O projeto foi confiado à  Arnolfo di Cambio no ano de 1294  e a pedra fundamental foi lançada 2 anos depois, em 9 de setembro de 1296, sobre as antigas fundações de Santa Reparata.  O antigo edificio foi construído no século V estava em ruínas e não era grande o suficiente para acolher a população que estava aumentando. Da antiga igreja, somente  pedras na pavimentação da praça San Giovanni e a cripta, que pode ser visitada com ingresso através da catedral, testemunham passado de Santa Reparata.

Após a morte de Arnolfo no ano de 1302,  a construção prossegue de forma mais lenta, até que em 1331 a Arte della Lana encarregou Giotto di Bondone de supervisionar a obra. A maior contribuição foi a realização do magnifico campanário,  projeto que iniciou em 1334. Mas Giotto veio a falecer em 1337 e seu sucessor foi Andrea Pisano, que administrou as obras  até 1348, quando explodiu a peste negra.  Devido à peste, que dizimou quase 2/3 da população da cidade, não foi  possível prosseguir com as obras, tendo sido retomadas por  Francesco Talenti em 1349. Ele  foi o responsável  pela conclusão da obra do campanário, em   1359. Giovanni di Lapo Ghini deu continuidade aos trabalhos na igreja.

 

santa-maria-novella

Santa Reparata é co-padroeira de Florença junto com San Giovanni Battista.

Santa Reparata – Santa Reparata era uma criança de família nobre nascida na Palestina. A história conta que, depois de ter sido torturada e condenada à morte devido à sua recusa em honrar deuses pagãos, sua alma voou para o céu em forma de uma pomba. Em outra versão, conta-se que o seu corpo teria sido colocado em um barco e, liderado por anjos, teria atingido as costas da Campânia ou da Provença. E de fato nesses locais o culto de Santa Reparata está muito presente. O vínculo com Florença  foi estabelecido em 8 de outubro de 406 aC. Segundo a  tradição, foi graças à sua intercessão milagrosa que e o exército dos florentinos conseguiu derrotar os ostrogodos, que haviam cercado a cidade nessa época. Por esse motivo, a principal basílica foi dedicada ao culto à santa e posteriormente transformada na Catedral de Santa Maria del Fiore.

 

A Catedral é a mais importante obra arquitetônica edificada na Europa da época Romana. A construção da igreja perdurou por seis séculos e passou por várias intervenções estruturais. Ao fim das obras da cúpula, em 1436, a catedral foi consagrada

O Campanário, que é a torre campanária da catedral, tem quase 85 metros e possui um conjunto de 7 sinos e foi construído entre 1334 e 1359.

Interior da igreja: A planta apresenta 3 naves divididas em grandes arcos que são suportados por colunas monumentais.  Tem 153 metros de comprimento por 38 de largura.  O ponto mais  alto é de quase  90 m de altura,  até o cume da cúpula. Muitos obras encontram-se expostas no Museu dell’Opera del Duomo.

 

O altar do Duomo com a cadeira do bispo ao centro

 

duomo

O crucifixo é obra de Benedetto da Maiano e as portas da sacristão são de Luca della Robbia.

 

Na Catedral é possível admirar um relógio que possui particularidades que o tornam único e um dos mais interessantes do mundo. Seu mostrador foi pintado por um grande artista do Renascimento, Paolo Uccello. O método utilizado para marcar as horas é particular porque vai do pôr do sol ao pôr do sol, o que é chamado como  “hora italiana”,  com o giro do ponteiro em sentido anti-horário e o mostrador dividido em 24 horas em números romanos, com o rosto dos 4 evangelistas nas extremidades.

 

O relógio em sentido anti-horário realizado por Paolo Uccello

Um fato importante que aconteceu no interior da Catedral foi o assassinato de Giuliano de’Medici, que foi vitima da Conspiração dos Pazzi, em 1478. Seu irmão Lorenzo conseguiu se salvar pois se refugiou na sacristia.

A Sacrestia delle Messe, onde se escondeu Lorenzo O Magnífico

 

duomo

 

Cripta: A cripta pode ser visitada e o acesso é por  dentro da Catedral. O visitante pode conhecer os restos arquitetônicos dos vários períodos, além das lápides e do  piso que preserva um mosaico feito com decorações geométricas.  Nos subterrâneos da igreja fica  o túmulo do arquiteto Filippo Brunelleschi, o criador da cúpula do Duomo.

 

Fachada : A fachada original foi desehada por Arnolfo di Cambio e começou a ser realizada em meados do século 15, com a colaboração de vários artistas.  Permaneceu por muitos séculos sem revestimento. Em 1864 o arquiteto Emilio de Fabris venceu um concurso e apresentou um projeto em estilo neo-gótico para a fachada com mosaicos coloridos. A fachada ficou pronta em 1887 e foi dedicada à Virgem Maria. As portas de bronze foram terminadas em 1903.

duomo-firenze

Os revestimentos em mármore foram feitos entre 1414 e 1421

 

duomo-firenze

 

campanario-firenze

Ao lado da igreja o Campanário de Giotto, considerado o mais bonito da Itália! Ele tem quase 85 metros de altura e 15 de largura

 

Detalhes da porta do Duomo

 

Porta della Mandorla –  Mandorla em italiano é amêndoa, e representa um dos símbolos da virgindade de  Maria. A Porta della Mandorla fica na parte lateral esquerda da catedral. Foi construída de 1391 a 1423, e as esculturas da porta têm um grande valor histórico  porque foram realizadas num período de transição entre as últimas fases do gótico e início do Renascimento, e contou com participação de vários escultores, incluindo Donatello e Nanni di Banco. Seu nome deriva da bela decoração esculpida na parte alta da porta realizada por Nanni, artista florentino que viveu no início do século 15 , que inseriu a figura de Nossa Senhora em uma espécie de grande auréola , na verdade em forma de amêndoa, cercado por anjos e San  Tomaso curvando-se para receber sua estola.

 

 

A cúpula: A cúpula é uma das mais lindas obras de Filippo Brunelleschi.  A cúpula começou a ser construída em 7 de agosto de 1420 e os trabalhos foram concluídos em 1436. Foi a primeira cúpula de grandes dimensões erguida no país desde a Antiguidade sobre uma enorme base octogonal. Se tiver fôlego para subir os 463 degraus, você poderá visitar a cúpula e apreciar a cidade do alto. A altura da cúpula é de 116 metros,  uma estrutura imensa, provavelmente composta por mais de 4 milhões de tijolos.

Duomo-florence

A maior e mais bela igreja jamais construída. Era o desafio de Arnolfo di Cambio, arquiteto da Catedral

 

Afrescos e vitrais  – no interior da cúpula a obra o Juízo Final, pintado por Giorgio Vasari e Federico Zuccari, entre os anos de 1572 e 1579.

 

cupula-duomo

O afresco da cúpula do Duomo é composto por mais de 700 figuras desenhadas

cupola-duomo

interpor-duomo

O tambor da cúpula possui 43 metros. Os vitrais são os maiores em seu gênero na Itália entre os séculos 14 e 15 e trazem imagens de santos do Velho e do Novo Testamento.

 

duomo-firenze

A entrada à igreja é gratis e geralmente forma-se uma grande fila na lateral, principalmente entre os meses de abril e outubro. Mas não desanime e tenha paciência pois a espera não é muito longa

Curiosidades  ligadas ao Duomo

Existem algumas curiosidades ligadas ao Duomo que talvez muitos desconhecem e que vou relatar pra vocês. :

Existe a escultura de uma cabeça touro na fachada,  perto da Porta della Mandorla.  Foi uma homenagem aos animais que colaboraram para a construção da cúpula. Existe, no entanto, outra versão mais curiosa: a vingança de um marido traído. Fala-se que a mulher de um alfaiate (alguns dizem padeiro) da via Ricasoli tinha uma relação com um mestre de obras  que trabalhava na igreja. Descoberto o adultério, o homem traído denunciou a esposa e o  amante ao Tribunal Eclesiástico. Diz a lenda que foi o mestre de obras que colocou a cabeça de touro para lembrar o marido traído  de sua condição.

Parece que no passado havia o costume de dedicar esculturas aos animais para reconhecer seu sacrifício durante a construção de obras de arte, de modo que, entre as decorações de mármore da catedral florentina, encontramos outras gárgulas antropomórficas ou selvagens. Segundo a tradição, a estátua poderia estar entre as homenagens dos construtores aos vários animais de reboque usados para transportar os materiais necessários para a construção da catedral. Existe, no entanto, outra versão mais curiosa e goliárdica: a lenda de uma traição e a vingança original do amante.

Existe uma cabeça de touro na fachada, na direção da via Ricasoli, perto da Porta della Mandorla. Parece que no passado havia o costume de dedicar esculturas aos animais para reconhecer seu sacrifício durante a construção de obras de arte

Outra curiosidade é que o Davi, feito por Michelangelo, foi realizado para ser posicionado no contraforte da catedral.  Devido à perfeição da obra, resolveram colocá-lo em um local mais visível e não tão alto, com mais visibilidade. O posicionamento final foi escolhido por uma comissão que escolheu leva-lo à Piazza della Signoria, em frente ao Palazzo della Signoria, hoje em dia Palazzo Vecchio . Foi só no ano de 1873 que a estátua foi transferida para a Galleria dell’Academia.

Posição original do David de Michelangelo

 

Gaiola de grilos – Em 1506, o arquiteto Baccio d’Agnolo começou a trabalhar para criar uma passarela de mármore ao longo do tambor da cúpula de Santa Maria del Fiore. Depois de construída uma das oito vertentes, a obra não pareceu encontrar um grande consenso. Diz-se que Michelangelo, vendo a intervenção de Baccio d’Agnolo comentou que parecia uma gaiola de grilos. Desanimado com as críticas, Baccio d’Agnolo decidiu abandonar o projeto

 

O lanternim do Duomo e a “Gaiola de Grilos”.  Na foto inferior a marca branca no chão marca o ponto onde a esfera dourada realizada por Verrocchio caiu

Em 1600 houve uma  tempestade forte e um raio atingiu a esfera dourada realizada por Andrea del Verrocchio, mestre de Leonardo da Vinci, que muito provavelmente também ajudou na realização da esfera. No chão, perto do Museu dell’Opera, encontramos o local exato onde a esfera caiu.

 

Outra curiosidade é que provavelmente a cúpula foi realizada com aplicações de medidas matemáticas conhecidas como razão áurea, seguindo a sequência de Fibonacci,  uma sucessão em que cada número é a soma dos dois anteriores. Os primeiros termos da sequência de Fibonacci são dispostos da seguinte forma: 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55. Portanto, vamos a alguns  números do Duomo:   o tambor octogonal de apoio da cúpula possui 13 metros, com a lanterna de 21 metros,  34 metros a altura média da cúpula e 55 metros de altura do solo.

 

O Campanário de Giotto, o Batistério de San Giovanni e cúpula do Duomo podem ser visitados no mesmo dia e são atrações a pagamento. A visita inclui também a cripta, que abriga restos arqueológicos das primeiras fundações.

 

Catedral Santa Maria del Fiore

Horários: 10  – 16:60/ 17 h (13:30 – 16:45 aos domingos)

  • podem sofrer alterações de acordo com os eventos

 

Para conferir os horários da missa clique aqui.

 

Posts que podem interessar:

O terraço do Duomo de Firenze

O que visitar em 2 dias em Firenze

7 rooftops de Firenze

Pitigliano, na Maremma Toscana

San Galgano

Pratos típicos da Toscana

Como é feito o azeite de oliva

Top 5 de Florença

Arte de rua em Firenze

O parque das tulipas

Os cafés de Firenze

O artista Michelangelo



About

A minha paixão pela comunicação e pelo turismo é herança dos meus pais. Adoro viajar para observar e vivenciar as diversidades culturais. Depois que me formei em Jornalismo, passei longa temporada em Londres, um curto período nos Estados Unidos e atualmente vivo em Florença, com meu marido e nossos dois filhos. Desde 2005 sou retail na Ermenegildo Zegna. Busco sempre ver o lado positivo em todas as coisas e prefiro ter por perto aqueles que, como eu, dão mais valor às pessoas do que às coisas materiais.


'A Catedral Santa Maria del Fiore, o Duomo de Firenze' have 14 comments

  1. 22 de maio de 2018 @ 20:30 Viajento

    Não é a toa que é tão famosa… quero muito conhecer!

    Reply

    • 23 de maio de 2018 @ 02:48 Denya Pandolfi

      Oi Viajento, é de uma beleza que impressiona! E guarda muita história. Espero que venhas em breve à Firenze! abs, Denya

      Reply

  2. 11 de outubro de 2018 @ 11:08 Grazie a te / O que fazer em Firenze num dia de chuva?

    […] afrescos do período gótico e do início do Renascimento. Fica na piazza de Santa Maria Novella Santa Maria del Fiore, o Duomo da cidade – é um dos maiores símbolos de Firenze. Sua construção perdurou por […]

    Reply

  3. 16 de abril de 2019 @ 09:24 Grazie a te / A região do Mugello, a apenas 30 Km ao norte de Firenze

    […] seus últimos anos atuando como arquiteto em Firenze. Em. 1320 chefiou a construção da Catedral Santa Maria de Fiore e o Campanário da cidade leva seu nome. Giotto morreu em 1337 em […]

    Reply

  4. 18 de julho de 2019 @ 16:38 Grazie a te / As joias do artista Alessandro Dari - Grazie a te

    […] A Catedral Santa Maria del Fiore  […]

    Reply

  5. 30 de setembro de 2019 @ 10:58 Grazie a te / A cúpula do Duomo de firenze, obra-prima de Brunelleschi

    […] estreita e com o pavimentação irregular. Mas a vista que ganhamos ao chegarmos no topo do Duomo  é de lavar a […]

    Reply

  6. 11 de dezembro de 2019 @ 19:10 Grazie a te / Museu degli Innocenti, o primeiro orfanato da Europa

    […] confiando o projeto a Filippo Brunelleschi, o melhor arquiteto da época, autor da cúpula da  Catedral Santa Maria del Fiore. O Hospital foi projetado e construído entre 1419 e 1444, permanecendo sob a direção de […]

    Reply

  7. 28 de fevereiro de 2020 @ 12:34 Grazie a te / molduras de madeira

    […] da bodega, na Via Taddea. A Bodega D’Arte Maselli participou da restauração de obras do Duomo de Firenze e no Museu […]

    Reply

  8. 11 de abril de 2020 @ 15:57 Grazie a te / Páscoa em Firenze e a antiga tradição da Explosão do Carro

    […] Uma das mais antigas tradições populares da cidade de Firenze acontece no domingo de Páscoa e reúne na Piazza Duomo não apenas florentinos mas uma multidão de turistas.  É o Scoppio del Carro, que significa explosão do carro,  uma belíssima queima de fogos de artifício que acontece no domingo após a missa celebrada na Catedral Santa Maria del Fiore.  Acompanhada por percussionistas, jogadores de bandeiras e um cortejo histórico,  a procissão percorre as ruas do centro da cidade trazendo o carro repleto de explosivos,  puxado por  bois da raça Chianina, que se posiciona entre o Batistério e o Duomo. […]

    Reply

  9. 15 de maio de 2020 @ 21:41 Grazie a te / San Lorenzo: foi por 3 séculos a igreja mais importante de Florença

    […] de Florença, até ser substituída pela Igreja de Santa Reparata, que mais tarde se tornou a Catedral de Santa Maria del Fiore, o Duomo da […]

    Reply

  10. 27 de outubro de 2020 @ 13:32 Grazie a te / Terraço do Duomo de Firenze: possibilidade de apreciar os monumentos da cidade de um ponto de vista raro e incomum

    […] dos locais mais desejados e exclusivos de Firenze é sem duvida alguma o terraço da belíssima Catedral Santa Maria Del Fiore, o Duomo da cidade.  O panorama que temos lá do alto é extraordinário, com  a possibilidade […]

    Reply

  11. 4 de novembro de 2020 @ 17:01 Grazie a te / Florença menos conhecida, uma relaçao de atrações na cidade

    […] e rota obrigatória de turistas em visita à cidade,  já sabemos de cor e  salteado:   Catedral Santa Maria Del Fiore, Basílica Santa Maria Novella,  Basílica de Santa Croce, Museu Uffizi, Palazzo Vecchio, […]

    Reply

  12. 19 de novembro de 2020 @ 21:59 Grazie a te / A Conspiraçao dos Pazzi no domingo de Páscoa no Duomo de Florença

    […] resultou na morte de Giuliano, irmão de Lorenzo “O Magnífico”, e aconteceu dentro da Catedral Santa Maria del Fiore no dia 26 de abril de 1478,  no Domingo de Páscoa.  Houveram anteriores tentativas falidas […]

    Reply

  13. 26 de março de 2021 @ 17:07 Grazie a te / Dante Alghieri, o maior escritor da história da literatura italiana

    […] O chamado Sasso di Dante,  fica ao lado sul da Catedral, na Piazza delle Pallottole. Esse era o lugar onde  Dante  costumava sentar para descansar, contemplar, pensar e observar as obras da construção da nova catedral da cidade, o Duomo de Santa Maria del Fiore. […]

    Reply


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.